Crítica: Dark Shadows (2012)

quarta-feira, 4 de julho de 2012



Finalmente vi Sombras da Noite no cinema! É um filme que eu esperava muito, por conta do ótimo elenco, história aparentemente interessante e trailer que prometeu. De fato, as atuações eram ótimas, a trilha sonora impecável e o enredo divertidíssimo, mas justamente por ter tudo para ser um excelente filme, Dark Shadows deixou a desejar.



O filme começa de uma maneira sombria contando sobre a família Collins e a fundação da cidade Collinsport, focando-se em Barnabás Collins (Johnny Depp) e seu romance pela bruxa que, vendo que ele estava a amar outra, transformou-o em vampiro e o deixou trancado quase duzentos anos em um caixão. Sendo assim, o aristocrático e antiquado vampiro acorda no início dos anos setenta, encontrando a mansão e o negócio da família em decadência e com familiares bem estranhos, como o menino David, que se diz capaz de ver o fantasma da mãe, a excêntrica psiquiatra Julia Hoffman (Helena Bonham Carter) e a adolescente Carolyn, cujo único adjetivo que consigo pensar para descrevê-la é “viajada”. Logo no início do filme, também somos apresentados a Victória, a antiga/nova paixão de Barnabás, e a Elizabeth (Michelle Pfeiffer), a matriarca da família. A partir daí, temos muitas cenas engraçadas do vampiro tentando se adaptar à bizarra década de setenta, ao mesmo tempo em que tenta reativar a empresa da família melhorando sua imagem.



O que faz do enredo não ser apenas uma coletânea de cenas de comédia é a história intensa e catastrófica que Barnabás tem com Angelique (Eva Green), a bruxa responsável por sua maldição e decadência da família, e infelizmente, não é o suficiente para sustentar o filme. Na verdade, diante o ótimo trabalho de fotografia e boas atuações, Sombras da Noite peca principalmente com o enredo, não explorando os outros personagens e terminando o filme de uma maneira lamentável. Parece que Tim Burton cansou-se do filme, então o preencheu com revelações desnecessárias e um chuvisco de efeitos especiais que não fez jus ao contexto.

Sombras da Noite não decepciona, mas não é o tipo de filme que será lembrado por muito tempo. Talvez eu sustente essa opinião por não ter visto a série que originou a adaptação, mas a proposta, que parecia tão boa inicialmente, claramente foi mal utilizada. Apesar disso, como todo filme de Tim Burton e Johnny Depp, o filme é bom. Muito bom, até. Pelo menos podemos dizer que em Sombras da Noite temos um vampiro de verdade que não brilha no sol.

Postagens relacionadas

10 comentários

  1. Se tem Johnny Depp já me conquista de cara pra poder assistir. Ainda mais com esse tema sombrio e com Tim Burton, né? Adoro essa dupla!
    Vou assistir, com certeza.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Sendo engraçado pode compensar o que faltou hehe vou ver algum dia talvez :P

    beijocas

    visita meu blog

    ResponderExcluir
  3. Hmmmm... você é bem crítica e eu até contestaria alguns dos seus pontos se tivesse assistido o filme. Infelizmente, ainda não tive a graça, portanto quando isso acontecer, venho debater contigo sobre o assunto. Gostei do modo de como escreve, é livre e ao mesmo tempo ordenado, típico de uma geminiana.

    Aliás, obrigada pelo comentário no meu blog! O texto é um conto. Na verdade, parte de um livro que andei escrevendo mas que foi direto para a lixeira.
    www.essasoueufalandosozinha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá! Não assistir Sombras da Noite e acredito que nem vou assistir. Não é bem o estilo de filmes que gosto. E apesar de gostar muito da atuação do Johnny Depp, o filme não me conquistou. Não sei, mas vejo esse filme como mais um para assistir quando não se nada melhor pra ver! :/

    Beijos e boa semana! - http://mapetiit.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. "Pelo menos podemos dizer que em Sombras da Noite temos um vampiro de verdade que não brilha no sol."

    Só essa frase já fez o texto todo valer :D

    ResponderExcluir
  6. Eu concordo com cada palvra,realmente esperava mais do filme,mas certamente johnny depp é o melhor vampiro que se apresento ultimamente.

    ResponderExcluir
  7. Já vi alguns posts sobre esse filme , e algumas críticas, parece ser bem interessante! www.garotaxmulher.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, Vickawaii!
    Estou louca para ver esse filme - apesar dele deixar a desejar em alguns momentos! :)
    Tenha um maravilhoso domingo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Eu amo Tim Burton, mas ando meio cansada do mesmo elenco, mesmo tipo de história sombria, blá-blá-blá. Sei que é uma 'marca registrada' dele, mas de vez em quando é bom dar uma variada. E tipo, sou a maior fã do Johnny Depp, mas dos últimos filmes achei que ele só ficou bom para o papel do Sweeney Todd. Enfim, nem fiquei com vontade de ver esse filme, ainda mais com tanta crítica negativa por aí. :/ Mas vou ter que assistir, né, pra não ficar de fora! Hahaha
    Bjo!

    ResponderExcluir
  10. Eu não vi o filme ainda, mas pelo trailer e pela tua resenha, podemos perceber que é um filme com uma ideia ótima, cheio de matéria-prima: uma boa história.. um excelente elenco e etc.. acho que justamente por isso o tim burton se perdeu e pelas expectativas dele e do público. Isso fez com que ele tornasse o filme muito "arroz com feijão", talvez pelo medo de arriscar e gerar polêmica, mas "o básico" decepcionou o público que esperava justamente algo inovador. Desculpa se fiz algum equivoco.. ainda verei o filme e talvez mude de ideia.

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook:

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun