Na Defesa da Disney

segunda-feira, 24 de setembro de 2012


De repente, todo mundo criou um paradigma anti-Disney, sobretudo quanto às histórias de princesas. Essa visão negativa dos contos de fada é bem fundamentada, afinal, a maioria das princesas é uma jovem indefesa e submissa que passa a vida toda arrumando a casa/cozinhando, é salva por um príncipe e tem um final feliz. Essa é uma lição bonitinha de se ensinar para as menininhas de quatro anos que mal estão formando suas opiniões? Não mesmo. Mas, gente, se é tudo tão horrível assim então eu tenho uma dúvida: eu fui a única pessoa no mundo que sabe de cor todos esses filmes que viu quando criança e mesmo assim não foi cruelmente afetada com o aparente machismo deles?!


Em primeiro lugar, vocês conhecem os contos que inspiraram os filmes da Disney? Pesquisando um pouquinho que seja na Internet (Lendo.Org e Just.Lia), dá para saber que eles são bem mais macabros do que os que costumam contar para gente. Enfim, o que eu quero destacar com isso é que a Disney não inventou que a Cinderela voltaria para casa meia noite ou que a Branca de Neve e a Bela Adormecida estariam quase mortas/dormindo. Talvez seja ingenuidade minha ou uma bem feita lavagem cerebral que recebi, mas eu realmente acredito que o beijo do príncipe encantado foi uma maneira bem mais infantil e elegante de dar um final feliz à essas histórias.


Veja bem, não estou dizendo que é certo passar uma mensagem de passividade e submissão feminina ou que a presença desta nos filmes mais antigos da Disney não influencie. Eu também acho errado que os finais felizes sejam sempre em torno do casamento com príncipe rico e bonito que mal se conhece direito. Estou dizendo que é estranho que todas as pessoas que idolatravam a Disney pela magia que ela poporcionava, por nos transportar a um mundo de princesas, fadas e castelos (qual é o meninO que não sonha visitar um castelo?!), hoje crucificarem a Disney por conta dos erros do passado. Do passado, sim. Para quem não sabe, todos esses contos de fada (Cinderela, Branca de Neve e Bela Adormecida) onde esse lado sombrio fica bem aparente, foram lançados no máximo na década de sessenta, ou seja, além de baseados naqueles contos de 1902819038109238019 a.C (número exagerado, por favor), receberam influência de uma época também machista. E as princesas mais novas? Mérida, Tiana, Rapunzel, Jasmine, Mulan, Bela e Pocahontas, não tem disso. Se elas estão inseridas num contexto extremamente patriarcalista, elas contestam, e se elas se arriscam por um homem, é por amor, e não responsabilidade.


Eu sei que há coisas negativas e talvez não seja bom mostrar esses filmes para as crianças (pelo menos se não souber explicar ou elas não souberem discernir), mas há valores muito importantes também, como amizade e bondade. Também "fui" a Pequena Sereia quando tinha quatro aninhos e essa foi uma fase muito boa, não fiquei complexada nem nada. E, se temos coisas negativas e positivas acerca do papel feminino da Disney nos filmes antigos, nossas princesas novas ensinam só coisas boas. Querem criticar o passado obscuro da Disney, façam-no à vontade, mas não desmereçam sua evolução.

Postagens relacionadas

17 comentários

  1. Aah Disney *-* olhava todo o tempo Cinderela :p Gostei da postagem! Continue assim Vick! Beijo.

    ResponderExcluir
  2. inteligente, vic. eu não fui afetada tbm, yeah XD e eu curti mais a versão macabra e original das histórias, principalmente de a bela adormecida, que na verdade é uma história de terror, depois do casamento (disney corta no beijo, né, mas enfim). parabéns, tens posts inteligentes aqui :D bjos

    ResponderExcluir
  3. nossa, que interessante, adorei o post de verdade!



    http://www.fugindodarotina.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Vick,
    Adorei sua reflexão! Como cresci assistindo à conto de fadas, prefiro acreditar na parte boa dessas mensagens, da ajuda, amizade e companheirismo... Mas já vi, sim, muitas teorias 'anti-disney'.
    Beijo, tenha uma ótima terça-feira
     Just Carol

    ResponderExcluir
  5. Oi Vick, adorei! concordo com o que você disse, quem não gostava da Disney quando criança? eu ainda gosto! kkk

    beeeeijo!
    Letícia - Céu de Letras

    ResponderExcluir
  6. Gostei do post, hoje em dia as pessoas fazem muito barulho por nada. E outras coisas estão em segundo plano, se julga tanto isso na tv, mas ninguem fala da personagem feminina da globo espancada por um personagem masculino.

    Acho q a infância tem q ser vivida e bem vivida.

    PS: Sobre seu comentário:se vc quiser faço uma lista de filmes clássicos e te mando...

    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Também fico pensando isso! Tenho amiggas que falam que acham o cúmulo os contos de fada mas sempre assistiram! Eu adoro, de verdadde! É como se fosse uma forma de "fugir" um pouquinho do mundo. Gosto tanto de conto de fadas que to vendo Once Upon a Time.. aquela série.. já viu? Ela mistura os contos de fadas com a vida real de uma cidade. É SUPER legal..
    Adorei seu blog, já curti no facebook!
    Passa no meu dar uma olhada!

    Beijos,
    Thainá :)
    (http://tubaiina.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  8. tenho que concorda com você lembrando que eu tentei ler a verdadeira história dos contos de fadas e não consegui, e poxa os filmes são destinados a crianças né isso nada mais é do que o povo pagando de cult e cuspindo no prato que comeu.

    ResponderExcluir
  9. Concordo com o q a lilian disse, o povo cuspindo no prato q comeu rs
    Todo mundo sonhou, chorou e sorriu com essas histórias. E são lindas!
    Beijos,
    www.chadatarde.com

    ResponderExcluir
  10. Sou totalmente contra essas histórias da Disney. Simplesmente porque ensinam sim as crianças, principalmente as mulheres a serem submissas e a pensar que precisam de um homem para tudo. Não cresci assistindo aos filmes e nem lendo as histórias, fui assistir e ler agora recentemente com a minha priminha que é completamente viciada nas princesas. Conheço pessoas que cresceram com esses contos e que até hoje, com vinte e poucos anos, esperam o príncipe encantando e que não fazem nada sem depender do sexo masculino. Pode ser que você não tenha sido afetada, mas pode ter certeza que muitas mulheres foram. O mais triste de tudo é que os contos originais, dos Irmãos Grimm não são assim, são bem mais assustadores e diferentes.

    Beeijos :)
    http://itgirl-sweet.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Adorei o post, eu prefiro continuar acreditando na magia que esses contos me passavam quando criança. Disse tudo, parabéns

    Beijos
    http://esmaltecomglitter.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Não acho que as mensagens dos filmes da Disney, especialmente dos mais antigos, sejam as mais modernas ou adequadas para crianças, mas assisti tudo na minha época e nunca fiquei esperando príncipe encantado aparecer. Assim como assisti os desenhos do Pica-Pau e nunca achei que jogar uma bomba em alguém era solução para os meus problemas.

    ResponderExcluir
  13. Cara... eu acredito que todas as históras, das novelas, dos contos de fadas, dos filmes.. de certa forma refletem a nossa cultura. Os filmes novos da Disney têm sim muitos valores machistas, apesar de terem menos do que nos filmes antigos. A sociedade mudou algumas visões e as histórias contadas também.
    Acontece que esse é como se fosse um ciclo. A galera propaga esse tipo de valor, que faz com que o valor seja mais forte, e que mais pessoas aceitem comentários sem tanta crítica simplesmente porque se tornou natural. E falo mesmo das coisas mais bestas e triviais, do cotidiano mesmo.
    Então, termina que a sociedade produz materiais que mantém esses valores, que vão sendo passados, que vão se mantendo.. entende? E daí, algumas pessoas quebram o ciclo. E vão contagiando, e termina que depois de muito muito tempo alguma mudança pequena ocorre, em decorrência do discurso de ações de várias pessoas que não simplesmente aceitaram, mas problematizaram a situação.

    Enfim.. não acho que discutir essas coisas seja sensacionalismo. Acredito que as pessoas envolvidas com os principais meios de comunicação deveriam tomar um cuidado maior com o que dizem e com o que fazem. Mas, se não tomam, pra mim é apenas um reflexo da sociedade. Entendo, mas acho sim que deveria ser uma preocupação desde a formação dessa galera.

    E por último, não acho JAMAIS que essas histórias devam deixar de ser passadas. Existem vários valores terríveis por aí que são passados de diversas formas e a gente não tem controle sobre eles. Não dá pra privar todas as pessoas de terem contato com essas coisas. O que pode ser feito e expor e discutir. Não adianta simplesmente esconder os filmes da Disney e esperar que sua filha não seja submissa e não tenha em si os valores patriarcais. As coisas não são simples assim.. discutir e refletir e incentivar o pensamento crítico é sempre a melhor opção. Isso sem contar que não dá pra excluir todos os outros valores, como você mesma mencionou, né? :)

    Muito bom o post! Dava pra falar sobre isso por um tempão, se deixasse.. :P

    Haaa... e sobre os cookies, faz aííí! Eles são muito booons! :)

    Beijinhoos!
    ;*

    ResponderExcluir
  14. Não sei porque está na moda falar mal da Disney.. Eu amo Disney e ponto final, haha.
    Seu post ficou ótimo!
    Beijos, flor!

    Ann
    http://www.vinteepoucos.com.br/

    ResponderExcluir
  15. nossa, realmente vale muito você ir ao um teatro ;) faz bem em tudo seu ^^ se tiver de novo uma peça legal, vai sim ^^
    nossa,aquela época era legal mesmo ahguahua

    que interessante, eu não sabia das verdadeiras histórias ;)
    olha, não sei bem como comentar, os contos da disney fizeram a minha infância inteira e ainda fazem, adoro os contos até hoje, não acho que a Disney passava coisas ruins para as crianças, a maioria das crianças que assistiam, não levaram coisas más para a vida.. pode ser que eles mudaram os contos para ficar diferente, ficar mais fofinho, sim, eles fizeram isso, eu também acho super errado ficar criticando a Disney agora, depois que ela fez a infância de muita gente :) ela nos ensinou bastante coisa legal e não coisas ruins ;) gostei do seu texto, achei interessante como você abordou a situação ;)

    beijinhos :*

    ResponderExcluir
  16. pois eh, tbm cresci com os classicos e nao acho que me afetaram negativamente.
    eu amava mais Alice no pais das maravilhas, e Anastacia! rsrsrs
    parabens pelo texto.
    beijos

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook:

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun