Como escrever uma resenha literária

sexta-feira, 22 de maio de 2015





Uma das coisas que me deixam muito feliz em relação ao blog é a receptividade que o público tem com minhas resenhas. Eu não acho que elas sirvam de exemplo para ninguém, mas o fato é que o pessoal elogia e eu sempre me esforço ao máximo para trazer um conteúdo de qualidade, expor imparcialmente os pontos positivos e negativos da obra e, ainda assim, dar a minha opinião final. Pensando nisso, resolvi criar uma postagem com uma orientação para quem deseja melhorar suas resenhas, apontando o que o leitor procura saber de uma obra literária e como sua opinião pode ser transmitida.

O que é resenha?


Segundo o Dicionário Aurélio, resenha é a análise crítica de um artigo ou de uma obra, é uma análise sintetizada do objeto, contendo uma descrição e um julgamento. A resenha pode ser descritiva, relacionando apenas aos aspectos técnicos da obra, ou pode ser crítica, na qual se julga não apenas aspectos formais, mas as impressões que a obra causou. Se você resenhar sobre o estilo de escrita, relação com o gênero da obra ou até mesmo a qualidade estética do livro, estará fazendo uma análise técnica, mas ao explorar um pouco mais estes aspectos e realizar um julgamento de valor, expondo sua opinião de forma fundamentada, escreverá uma resenha opinativa, que a meu ver é a mais apropriada para blogs em virtude da relação do público com o autor.

Primeiramente, ainda que você não se sinta à vontade para explicar o impacto que a obra lhe causou, é importante ter em mente que resenha é diferente de resumo. A resenha traz uma análise da obra, apresentando os aspectos positivos, negativos e sua opinião, enquanto o resumo é uma descrição pura e sintetizada de tudo que acontece na obra, contendo início, meio e fim. Em uma resenha, o leitor não está interessado em saber se o personagem principal morre ou não, ainda que você possa afirmar que "o final foi clichê" ou "surpreendente" - aliás, é importante evitar revelações essenciais do enredo (spoilers), a menos que sinalizadas. Da mesma forma, a resenha também difere da sinopse, que é uma breve descrição contendo o título, autor, tipo de texto e sua ideia principal. Em uma postagem, é interessante colacionar a sinopse no início do texto (pode ser a disponibilizada pela editora ou feita por si mesmo), mas nos parágrafos seguintes as características da obra devem ser apreciadas.

Qual a finalidade de uma resenha? O que o leitor espera?


O objetivo principal de uma resenha é apresentar a obra, informando quem é o autor, qual o assunto tratado no texto e como esse assunto é abordado. Nesse sentido, além da identificação da obra, autor e seu conteúdo, costuma-se analisar o desenvolvimento e a estrutura da trama, a narrativa e as personagens em relação ao propósito da obra, se ela é original dentro do seu gênero literário e como a ideia central do texto foi transmitida. Ainda, é interessante analisar a linguagem utilizada e a fluidez da obra, indicando se a narrativa é mais coloquial ou rebuscada e se a leitura é cansativa.

Obviamente, um livro bem escrito e com uma trama bem estruturada não é necessariamente "bom" - depende do gosto pessoal do leitor. Com isso, importa dizer que não basta determinada obra se encaixar em um gênero ou estilo literário: além dos aspectos referidos acima, que se referem majoritariamente à estrutura do texto, o leitor também busca informações sobre o desenvolvimento das personagens (eles são carismáticos? Estereotipados? Bem construídos?) e a história, se ela é interessante, inovadora, agradável de se ler ou não. Ao explorar esses aspectos, a crítica pode tornar-se mais pessoal, o que leva também a sua opinião individual e avaliação da obra.

Como estruturar minha postagem?


A estrutura da postagem depende muito do público alvo do seu blog e o objetivo da resenha. Por exemplo, ao resenhar Admirável Mundo Novo para um trabalho da faculdade, propus um paralelo com nossa realidade e abordei abundantemente sobre os aspectos econômicos da sociedade retratada na obra, enquanto na resenha escrita para o blog reduzi bastante o texto e apenas referi que "a obra aborda aspectos econômicos", para não deixar a postagem muito extensa. As minhas resenhas costumam ter cinco ou seis parágrafos, mas esse número seria maior se eu optasse por colocar citações ou ainda, quisesse uma postagem mais elaborada.

Independente da quantidade de parágrafos, deve-se ter em mente que a resenha será bastante rasa se constituída apenas de um parágrafo para sinopse e outro para análise crítica, da mesma forma que não terá conteúdo se conter vários parágrafos, mas todos referindo citações e com pouca análise do texto. É necessário apresentar de forma organizada e completa todos os aspectos da resenha: sinopse, pontos positivos, pontos negativos e opinião. Claro, você pode escolher o modo que mais lhe agrada para retratar o assunto (expor a narrativa primeiro, falar dos personagens em outro parágrafo, avaliar o trabalho editorial do livro, trazer citações), mas é essencial primeiro expor de forma sucinta a obra através da sinopse, assim como é interessante mostrar a sua opinião apenas depois da análise.

Como expor minha opinião?


Em primeiro lugar, repito: a opinião deve vir acompanhada de análise. Você tem todo o direito de odiar o livro e dizer isso ao mundo, mas isso não significa que todo mundo vá seguir a sua opinião. Por isso, ainda que não goste da obra, é necessário ter uma certa imparcialidade, apresentando os pontos positivos e negativos para só então explicar o porquê de não ter gostado, fazendo críticas construtivas e indicando o livro para determinado público. Em outras palavras, você deve expor a sua opinião, mas dar ao leitor os elementos necessários para que ele formule sua opinião sozinho.

Também é necessário que cada opinião seja fundamentada: você se sente mais interessado por um livro que é "legal" e "perfeito" ou por um livro que tem uma história criativa que aborda de uma maneira única as relações humanas? Não basta afirmar que o livro é "perfeito", deve-se expor os motivos que levam a afirmar isso e ainda, explicar o porquê de o livro ser interessante, qual a impressão que a leitura causou. Nesse ponto, deve-se convencer o leitor, não de que sua opinião "é a certa", mas de que ela é condizente com o que a leitura lhe proporcionou, e isso é atingido a partir das características da obra. Ao escrever sua resenha, questione: o que você mesmo gostaria de saber sobre um livro? Qual o aspecto mais importante? Qual fator foi determinante para gostar ou não da obra? Isso que deve ser exposto na resenha, de forma educada e sincera.

Outras dicas:



Cuidado com o português: Uma resenha com diversos erros de português dificelmente será considerada "esemplar" ou ter credibilidade, por que será "prezumivel" que a pessoa não entende o "açunto". Não é desagradável ler algo assim? Corrija os erros de português e evite frases desconexas, zelando pelas regras da nossa língua e estudando técnicas de escrita. Uma dica para evitar algo que não exatamente é um erro de português, mas torna o texto cansativo, é utilizar sempre sinônimos ao invés de repetir a palavra. Esse site auxilia bastante neste aspecto.

Revise sua resenha: No momento em que escrevemos, é muito fácil priorizarmos determinado assunto, repetir diversas vezes que o livro é 'maravilhoso' e cometer não só erros de português como também na 'estrutura da resenha', analisando mais de uma vez determinado ponto. Para evitar esse problema, é fundamental revisar sua resenha para certificar-se que o texto está coeso e cumpre sua finalidade.

Seja sincero: Mesmo que tenha recebido o livro de alguma editora ou até mesmo de presente, você não é obrigado a agradar ninguém com sua resenha. O quão construtivo é chamar o livro de "maravilhoso", quando na verdade foi um sacrifício para lê-lo? Não seria enganar o público? É positivo para o próprio autor, que acreditará ter feito um bom trabalho e não poderá evoluir com eventuais críticas? Ao escrever uma resenha, temos não só o direito como o dever de apontar os pontos negativos e o que pode ser melhorado, mas de forma educada e efetiva. É verdade que alguns livros nos inspiram os mais sarcásticos argumentos e a obrigação moralmente maligna de alertar os leitores que ele não deve ser lido, mas ainda nesses casos, nunca devemos utilizar xingamentos, sobretudo de cunho pessoal e dirigidos ao autor.

Originalidade e personalidade: Como na resenha é exposta a sua opinião, em tese personalidade é uma característica bastante óbvia. Entretanto, ainda que não se trate de plágio (que, vale lembrar, é crime), é comum lermos resenhas parecidas porque elas são muito "genéricas", não se destacam e não apresentam nada novo sobre o livro. Óbvio que não podemos fantasiar, rebuscar ou até mesmo incluir informações falsas, mas se seguirmos fiéis a nossa opinião e com tempo de prática, indiscutivelmente acabaremos por imprimir em cada resenha a nossa própria marca.



Por último, gostaria de indicar três resenhas escritas por mim e convidar a quem for comentar neste post que deixe o link da sua melhor resenha. De minha parte, indico O Retrato de Dorian Gray, Game of Thrones: Por Dentro da Série e O Processo, pois apesar de escritas pela mesma pessoa, trazem abordagens diferentes entre si por conta do seu objetivo e do estilo empregado.

Eu espero sinceramente que todos aproveitem as dicas e que, achando útil, divulguem para seus amigos e curtam a página para serem notificados quanto a novas resenhas. Caso tenham achado a postagem cansativa, que pelo menos sirva de lição para não escrever uma resenha de incontáveis parágrafos. Obrigada a quem lê e acompanha o blog!

Postagens relacionadas

13 comentários

  1. Eu encontrei seu blog linkado no Follow Friday no Fluffy e fiquei com muita vontade de ler esse post. Meu blog fala sobre livros, beleza e blogosfera, então estou sempre procurando ler textos que irão deixar meu conteúdo ainda melhor. Com certeza, agora vou poder escrever boas resenhas.

    Gostei tanto do seu texto que divulguei lá no Blogs que interagem, acho que eles vão divulgar lá (https://www.facebook.com/blogsqueinteragem), se você quiser ver. E no final do mês também vou divulgar no meu blog, num post chamado "Apanhado de Amores".

    OBRIGADA PELA DICA. AMEI DE VERDADE. ♥♥♥

    Beijos da Manu.
    Visite o Coisas do Tempo e seja feliz ♥

    ResponderExcluir
  2. Já disse que amei esse post lá no grupo Blogueiros Literários, mas vim aqui para falar que ele é maravilhoso de novo.
    Sério, deveriam fixar ele em todas as plataformas para blogueiros literários, antes de sair escrevendo qualquer coisa.
    Já que pediu, aqui estão minhas três melhores resenhas <3
    https://leresenhas.wordpress.com/2015/01/14/resenha-magisterium-1-o-desafio-de-ferro-de-cassandra-clare-holly-black/
    https://leresenhas.wordpress.com/2014/11/25/resenha-os-herois-do-olimpo-5-o-sangue-do-olimpo-de-rick-riordan/
    https://leresenhas.wordpress.com/2014/09/17/hoje-vamos-conversar-sobrehq-retalhos-de-craig-thompson/

    ResponderExcluir
  3. Achei seu post na hora certa rs semana que vem tenho resenha de um texto do curso técnico pra entregar, seu post me ajudou bastante na elaboração.
    Vick, acompanho seu blog á alguns dias já, e gostei pra caramba. Ele entrou pra lista de blogs do meu blogroll no Anestesia.
    Sucesso Vic! Bjs
    aanestesia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ótimas dicas, post super completo pra tirar todas as dúvidas!
    Vou divulgar esse link lá no "Projeto Blogueira"
    Um beijão e até mais.

    www.queridaga.com

    ResponderExcluir
  5. Essas dicas ficaram muito boas por que olha... Tem um povo fazendo resenha muito ruim. Djent!

    | Promoção de um ano de A Bela, não a Fera |
    | FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho um blog na onde eu falo de tudo um pouco lá,e esse post ajudou bastante na estrutura das minhas resenhas,porque no início eu fazia mais pelo gostar,agora pretendo deixar minhas resenhas mais profissionais...vou aplicar as dicas viu ;)
    kises


    http://labiosconfusos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi!!!
    Adorei as dicas. Vejo muitas resenhas por aí que são apenas um resumo sem crítica nem análise. O pior são os erros de Português. Mesmo coisas básicas como trocar o 'mas' pelo 'mais' acabam afastando os visitante.
    Legal sua abordagem!
    Beijos!!
    Quer Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  8. Nossa, gostei muito das suas dicas! Vou aplicar no meu blog para aperfeiçoar minhas resenhas. Eu sinto um ódio mortal por resenhas vagas, e fico ainda mais desconfiada de ver várias resenhas falando muito bem de um livro que tem sérias falhas. Acho que isso deixa a credibilidade do seu blog a desejar. Mas em um aspecto eu discordo com o seu texto, ou então me recuso a seguir: não gosto de sinopse antes da resenha. Pelo menos na maioria dos blogs que acesso a resenha parece ser um desenvolvimento da sinopse e os primeiros parágrafos falam a mesma coisa com outras palavras. Então eu prefiro já começar a resenha contextualizado o meu leitor, falando a história de modo geral e em seguida já começo a argumentar. Ainda não tenho muita prática e experiência, mas sinto que minha última resenha já está mais articulada, melhor argumentada e tem uma estrutura infinitamente mais correta. Espero melhorar cada vez mais. A prática ajuda muito. Vou acessar seu blog mais vezes, eu gostei das suas dicas e isso me motivou a acompanhar. Um grande beijo!
    http://virtualcheckin.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Suas dicas estão ótimos!
    Em um ano de blog literário eu evoluí muito nas resenhas! Aprendi a acrescentar os detalhes técnicos, e principalmente a fundamentar minha opinião. Mas a melhor coisa que aprendi, é que elogiar é fácil, e criticar é difícil. Porque se você se preocupa em ser justo, em explicar de forma coerente quais foram os seus motivos para não gostar do livro, você não pode dizer qualquer coisa. Não basta dizer "Odiei". Você tem que recorrer às observações que fez durante a leitura, para explicar qual é aquele aspecto negativo. Aprendi a ser muito cuidadosa com isso, e até hoje, não me arrependo de nenhuma das cíticas que fiz.
    Já que você pediu, estou deixando aqui o link da minha resenha mais recente:
    http://loucura-por-leituras.blogspot.com.br/2016/01/resenha-contos-e-cronicas-para-ler-na.html

    ResponderExcluir
  10. Achei seu post maravilhoso, muito completo!
    Eu sei como fazer uma resenha na teoria, sabe? Mas na prática não fica tão bom assim. Seu post me ajudou muito a perceber o que faço bem e o que posso melhorar. Seus questionamentos foram ótimos, enfim,só quero dizer que realmente gostei*-*
    Beijos!
    Coisinhas Aleatorias

    ResponderExcluir
  11. Nossa, ajudou muito aqui!
    Eu sempre tive sérios problemas para fazer resenhar, até mesmo quando me pediam na escola, essas coisas...
    Agora ficou um pouco mais claro; é como se eu já soubesse de alguns desses pontos, mas não tivesse essa noção clara do que é o que, e sua importância...
    Obrigada viu!

    Blog Riscoculto

    ResponderExcluir
  12. Mulher estou apaixonada por seus texto, você disse tudo e mais um pouco e te confesso que uma resenha que fiz para colocar no meu blog não ficou muito legal, já estou pensando em ate rescreve-la. Muito obrigada

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook:

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun