Resenha: A Maldição do Cigano

sábado, 20 de fevereiro de 2016



Quando se trata de Stephen King tenho a tendência de considerar o livro bom antes mesmo de ser lido, pois confio no mestre do terror para transformar narrativas excêntricas como Christine em histórias de amor melhores que Crepúsculo. Entretanto, o excelente autor não é imune ao erro, e a prova disso é A Maldição do Cigano, livro interessante, mas que não está no mesmo patamar dos demais.



A Maldição do Cigano é uma história de vingança envolvendo Bill Halleck um advogado obeso que acidentalmente atropelou uma velha cigana, mas foi inocentado pelo tribunal. Não bastasse ser perseguido pela culpa, um fenômeno misterioso ocorre com Bill: ele começa a emagrecer subitamente. O que a princípio parece ser positivo, na verdade é uma maldição lançada por um dos anciões do cigano que inclusive acometeu todos os envolvidos no crime, se manifestando de formas diferentes, mas sempre com o mesmo resultado. No caso de Bill, ele começa a emagrecer mais e mais, devendo procurar os ciganos para chegar a um acordo e retirar a maldição, antes que seja tarde demais e morra por subnutrição.

Em a Maldição do Cigano, Stephen King explora temas como a culpa, injustiça, invisibilidade social e vingança, de forma que frequentemente o personagem principal se pergunta o que deveria ter feito, se lhe é merecido, como chegar a um acordo, como se vingar do ocorrido e até mesmo chega a transferir a culpa, desejando que a maldição acometesse à esposa, e não a si próprio. Outro ponto interessante da obra é a exploração do povo cigano, que muitas vezes é visto como indesejado ou, se acolhidos, é apenas para a diversão do homem branco, mas são pessoas que tem uma cultura própria e suas próprias crenças.

Infelizmente, não gostei muito da trama da obra. Não achei a maldição particularmente assustadora (não que não seja assustador emagrecer até perder todas as suas forças, mas há maneiras piores de se morrer) e me incomodou bastante o personagem Richard Ginnelle. Geralmente gosto de histórias de máfia (máfia, não um único mafioso) e gostei da personalidade do Ginnelle, mas ocorre que ele foi anunciado o tempo todo durante a narrativa para só na metade do livro assumir seu papel. O personagem foi incluso apenas para “passar a mensagem” dando um final interessante ao livro, mas até essa mensagem podia ter sido explorada de alguma forma melhor – do jeito que a história foi construída, tudo me pareceu um tanto clichê e sem razão.



A Maldição do Cigano foi escrito pelo Mestre do Terror e, como todos os livros de Stephen King, é bem escrito e tem muitas passagens interessantes. Entretanto, não é a toa que foi lançado sob um pseudônimo. Não achei o livro aterrorizante ou convincente como os demais do autor, de modo que considerei a leitura agradável, mas não colocaria na lista de prioridades.

Postagens relacionadas

5 comentários

  1. Confesso que não fiquei muito motivada a ler esse livro rs A premissa são me cativou rs
    Beijos! =**

    ResponderExcluir
  2. AMOOO os livros do stephan king. Tenho alguns e foram muito bons, fiquei curiosa para ler esse!

    Beijos, Love is Colorful

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho muito interesse na leitura desse livro, adoro a cultura cigana e espero curtir o livro. Não sabia que ele havia sido publicado sob um pseudônimo.

    beijos
    http://www.livromaniaca.com/

    ResponderExcluir
  4. Sempre ouvi elogios sobre a escrita do Stephen King, mas comecei tentando ler Love não gostei, achei que a história se arrastava demais e já abandonei 3 vezes, foi quando resolvi ler Misery e adorei! Achei muito muito bom mesmo e agora estou na dúvida de qual será a próxima leitura, não quero me decepcionar de novo. Hahaha

    https://nerdissimos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá, me interessei pelo post porque já li o livro, realmente, não é nenhuma obra prima do Stephen, mas eu no geral gostei do livro, gosto da escrita dele, me identifico, A maldição do cigano, não é aterrorizante, mas nessas férias eu li O Iluminado e Dr. Sono, fiz um post caso queira visitar.
    http://www.juntandoasnerdices.com.br/2016/02/o-iluminado-e-dr-sono-stephen-king.html
    Meu blog pessoal é http://priscilila.blogspot.com.br/
    Gostei muito da sua sinceridade, tem que dizer mesmo o que acha!
    Beijos e sucesso pra vc!

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook:

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun