Resenha: ZumBeatles - Paul está morto-vivo

sexta-feira, 22 de abril de 2016



Sempre gostei dos livros publicados pelo Grupo Editorial Record, mas desde que fui convidada para participar de ações especiais (nas quais eles me enviam um livro 'surpresa' para resenha), eles estão me encantando mais e mais. Já achei muito bacana a iniciativa e fiquei muito animada ao receber o livro Voo Fantasma, de Bear Grylls, mas imaginem a minha surpresa ao receber um livro sobre Beatles, a melhor banda do mundo?! Dessa vez, a história da banda é contada com boa dose de humor em ZumBeatles - Paul está morto-vivo, de Alan Goldsher.



ZumBeatles tem como proposta apresentar a trajetória dos Beatles desde o início da brilhante carreira até o auge da Beatlemania, os eventos mais importantes para a banda até a atualidade, afinal, excetuando o ninja Ringo Starr (sim!), todos eles são reimaginados como zumbis e por esse motivo são eternos. Para tanto, o livro mescla momentos reais com ficção, contando como John Lennon tornou-se um zumbi no nascimento, como infectou e fez amizade com Paul McCartney, no que o estado de 'morto-vivo' interfere e como desde o início ele tinha um plano de dominar o mundo - o que, ao meu ver, conseguiu. Tudo isso é contado por meio de entrevistas feitas aos próprios Beatles e a pessoas que se envolveram com a banda, como Brian Epstein e George Martin.



A capa do livro é uma paródia ao álbum Abbey Road e o título é muito criativo, com um divertido trocadilho (ZumBeatles) e uma referência à lenda urbana sobre a morte de Paul McCartney, em 1966. Infelizmente, o título me deu a falsa expectativa de que teria uma trama e que em determinado momento fosse abordada a lenda quando, na verdade, Paul McCartney é um zumbi desde a adolescência e o livro não é bem uma história, mas uma coletânea de entrevistas sobre os Beatles. Por outro lado, algumas histórias fictícias são recorrentes na leitura: é o caso da inimizade de Rod Argent por sua banda se chamar The Zombies, as tentativas de Ringo Starr subir um nível ninja e o vocalista da banda Rolling Stones, Mick Jagger, ser um caçador de zumbis e querer acabar com os Beatles.



Além de Mick Jagger, muitos famosos são entrevistados no livro, desde músicos como Bob Dylan até Spielberg, Rainha Elizabeth e até mesmo Jesus (vocês lembram que John Lennon disseram que os Beatles eram maiores que Jesus?). Por incrível que pareça, ZumBeatles realmente conta a biografia da banda, o início da amizade de John e Paul, os shows no Cavern Club, momentos marcantes como a ida aos Estados Unidos... Mas tudo em um cenário bem irreal, afinal, zumbis são violentos e precisam de cérebros para se alimentar. O livro conta detalhadamente sobre o "Processo de Liverpool", como os zumbis se alimentam e na verdade, tem várias coisas bem nojentas e até desnecessárias, mas fiéis à literatura zumbi. No geral, o livro mistura relatos verídicos com besteirol, com humor-negro, sarcástico, algumas piadas engraçadas e outras dispensáveis.



Se você não tem muito contato com os Beatles, talvez não vá aproveitar a leitura e pode considerá-la até mesmo cansativa. Mas quem é fã de verdade faz de tudo para ficar um pouco mais perto dos seus ídolos e saber mais sobre eles, até mesmo descobrir como seria sua trajetória se eles fossem zumbis. Claro que essa premissa poderia ser melhor explorada, mas no geral ZumBeatles - Paul está morto-vivo é um livro divertido e a prova de que os Beatles realmente são eternos.

Esse exemplar foi carinhosamente cedido pelo Grupo Editorial Record, que durante 2016 promoverá ações especiais em conjunto com o blog Finding Neverland. Curta a página no Facebook e fique por dentro das novidades!


Postagens relacionadas

4 comentários

  1. NOSSA, ESSE POST VEIO COMO UMA BOMBA PARA MIM!
    Faz um bom tempo que estou querendo ler, mas motivos financeiros não estão ajudando em nada no momento, haha. Parece ser bem divertido e com certeza caiu muito bem na boca dos fãs.

    Eternos Beatles!


    Elfo Livre

    ResponderExcluir
  2. Eu não conheço muito a trajetória da banda, então acho que não vou aproveitar a leitura em sua totalidade, mas acho que para os fãs deve ser um livro indispensável, né? Acho legal a proposta de misturar coisas reais com humor negro! hehe Beijos

    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
  3. Achei interessante, pois também gosto de Beatles. Quando tiver lido os meus livros atuais, posso dar uma conferida nesse.

    ResponderExcluir
  4. Hahaha, que legal!!!
    Meu namorado é um super fã dos Beatles, e ele sempre fala que já leu todos os livros sobre o assunto... agora estou doida para comprar este livro para ele! Certeza que este ele não leu, hahaha!

    Beijos Vicky!
    Andréia Campos
    http://petitandy.com

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook:

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun