Crítica: Procurando Dory

domingo, 14 de agosto de 2016



Não é sempre que a Disney produz boas continuações, e a desconfiança aumenta ainda mais quando se trata de um filme querido que fez parte da infância de muita gente. No entanto, a qualidade da Pixar é comprovada a cada curta-metragem e cada novo filme, sendo válida a expectativa pelo filme Procurando Dory, “continuação” de Procurando Nemo. Procurando Dory começa com a infância da adorável peixinha, criada com todo o amor pelos pais que tentam da melhor forma possível lidar com a perda de memória recente da filha. No entanto, Dory se perde da família e, após muito tempo os procurando, acaba esquecendo dela. A aventura começa depois dos eventos do filme “Procurando Nemo”, quando uma série de flashbacks vem à tona e Dory resolve procurar seus pais, que estão em Morro Bay, Califórnia. Assim, Dory começa sua busca pela família, ao mesmo tempo em que Marlin e Nemo vão atrás da desmemoriada peixinha.



Assim como o filme anterior, Procurando Dory é um filme sobre família, mas consegue ser original porque a ‘busca’ pelos pais também é um exercício de autoconhecimento e a história de Dory é muito bem explorada ao longo do filme. O grande mérito de Procurando Dory, no entanto, é abordar de uma maneira leve, porém constante, um tema bastante importante: deficiências. Se Dory era apenas o alívio cômico do primeiro filme, agora acompanhamos como é viver com seu problema de memória, como ele afeta suas relações e como a peixinha lida com as dificuldades. Os novos coadjuvantes também têm algum tipo de deficiência, mas todos conseguem viver com elas e superá-las. Nesse contexto, é uma pena que Geraldo seja responsável por cenas “engraçadas” – e infelizmente eu reconheço isso – na qual as outras focas não querem sua presença, pois acho que destoou da mensagem que o filme queria passar.



Se a qualidade técnica de ‘Procurando Nemo’ era excelente há mais de dez anos atrás, é incrível como os cenários estão mais realistas e até mesmo escamas são visíveis nos peixes. O roteiro reaproveita algumas situações presentes em Procurando Nemo, como uma cena de perseguição, e acrescenta um final cartunesco e infantil, mas em alguns momentos consegue emocionar o telespectador, principalmente nas cenas protagonizadas pelos pais de Dory. É claro que os outros personagens não são tão aprofundados quanto Dory, mas ao lado de uma peixinha tão alegre, foi um acerto colocar um personagem tão amargo quanto o polvo Hanks, que sofre de stress pós traumático e não quer voltar para o oceano.



Apesar de ser uma “continuação”, Procurando Dory tem autonomia própria e se sustenta como um filme diferente, com personagens únicos e um roteiro que lembra, mas é independente do filme antecessor. O novo filme perde em comparação à “Procurando Nemo”, mas deve ser avaliado em separado: não restam dúvidas do protagonismo de Dory e como o novo filme se sustenta sozinho, de modo que Procurando Dory é um filme divertido e extremamente bem-vindo para os fãs da Pixar.


Esse blog está participando do BEDA e terá postagens novas diariamente em agosto

Postagens relacionadas

16 comentários

  1. Eu me apaixonei por esse filme, é tão lindo e passa uma mensagem tão legal!
    Concordo demais que é um filme independente e que se sustenta muito bem!
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante do filme, achei emocionante. Adorei saber mais da história da Dory, minha personagem favorita do "procurando Nemo".

    www.eucurtoliteratura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei tão emocionante quando ela ******SPOILER***** encontrou os pais! <3 Muito bonito o que eles fizeram!

      Excluir
  3. Ainda não consegui assistir, mas tenho muita vontade. Procurando nemo marcou demais minha infância, assim como a personagem Dory. Deve ser outra obra incrível da pixar :)
    boa semana :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não assistiu ainda, vale a pena <3 Eu amo Procurando Nemo, era um dos meus preferidos!

      Excluir
  4. Eu tbm não gostei da forma que o personagem Geraldo foi inserido .. e me encantei por ele..
    O filme está bom sim, nem tentei comparar com o primeiro.. Achei que a mensagem passada foi linda <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pixar sempre sabe como passar as mensagens certas <3

      Excluir
  5. Infelizmente não consegui ver :/ mas amo demais o Procurando Nemo, e sempre semprei adorei a peixinha Dory, me identifico com ela rsrs
    Ótima crítica, aliás suas críticas são todas ótimas, simples e muito bem escritas. Nos deixando ainda mais curiosos pelo filme.
    Parabéns ^.^

    Beijo da Kaa
    • Senhorita Inspiradora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelos elogios, Kaa! Se você gosta do Procurando Nemo, vai adorar ver a Dory como protagonista, o novo filme é realmente cativante <3

      Excluir
  6. Vick, todo mundo já assistiu Procurando Dory e eu não consegui ver, tô ficando numa bad por conta disso u.u u quero muito assistir e cada vez que leio alguém comentando do filme me dá mais vontade de ver! Dory é uma graça, mas deve ser uma barra viver com essa falta de memória =/ Mas ela ainda fala baleiês <3
    Eu fiz uma tag lá no blog e marquei você, é simples mas é com mt carinho tá?! beijos linda!

    www.metamorphya.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna! Conseguiu assistir afinal? E bah, o que eu acho mais legal do filme é justamente mostrar como ela VIVE com essa falta de memória, como ela supera suas dificuldades! E muuuito obrigada por me marcar na tag <3 Tava meio afastada mês passado, mas vou participar sim!

      Excluir
  7. Ótimo filme mesmo. É difícil fazer uma continuação ficar boa, mas conseguiram com o universo do filme criar uma temática bem diferente e interessante. E o Geraldo é pra mostrar que nem todo mundo é bonzinho com que tem necessidades especiais, uma crítica talvez? Enfim, vale a pena!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem observado, Lucas! Mas ainda acho que o Geraldo ficou como "alívio cômico", o que é uma pena - apesar da gente ter rido no cinema. Beijos!

      Excluir
  8. Vicki, Como não amar procurando Dory!
    Sim, adorei como ela lida com as dificuldades e seus problemas sempre de maneira otimista. Os efeitos são perfeitos!
    Bjs
    www.achadosdamila.com.br

    Fanpage - Achados da Mila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Mila! <3 A Dory é uma peixinha cativante e adorei ver como ela - e todos os outros personagens - superavam as dificuldades e lidavam com suas deficiências! Em contrapartida, também adorei o pessimismo do Hank haha, e como foi bom para ele ter uma pessoa como a Dory ao seu lado!

      Excluir

Comente com o Facebook:

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun