Uma resenha deve ser imparcial?

segunda-feira, 8 de agosto de 2016



Em primeiro lugar, creio que é impossível fazer uma resenha completamente imparcial. Mesmo quando opinamos de forma relativamente neutra, no momento em que escolhemos abordar determinado aspecto de um livro - o desenvolvimento dos personagens, por exemplo - estamos priorizando aquele tópico e revelando o quanto ele é significativo para nós. Por outro lado, o que se almeja com a imparcialidade? Em uma resenha literária devemos expor nossa opinião ou analisar a obra sem se deixar influenciar por suas paixões?

No meu guia como escrever uma resenha literária, indico que deve haver imparcialidade. A imparcialidade não deve ser encarada como forma de deixar uma resenha apática, mas sim, de realizar uma análise justa e correta, sopesando os aspectos positivos e negativos sem ser influenciados por motivos externos e até mesmo por gostos pessoais. Por exemplo, eu não costumo gostar de romances, mas já escrevi resenhas totalmente positivas porque dentro do contexto o livro foi bem escrito e cumpriu seu objetivo.

Imparcialidade:
im.par.cia.li.da.de | sf (imparcial+i+dade)
1 Caráter ou qualidade de imparcial.
2 Equidade, justiça, neutralidade, retidão.

Imparcial
im.par.ci.al | adj (im1+parcial)
1 Que não é parcial.
2 Que não se deixa corromper.
3 Que julga sem paixão.
4 Que não sacrifica a verdade e a justiça a considerações particulares.


Escrever com imparcialidade é fundamental para realizar uma análise crítica, ainda que termine por desaprovar a obra. A imparcialidade é uma questão de justiça, de reconhecer os pontos positivos da obra e até mesmo indicá-la para alguém com base nesses aspectos. Atestar que o livro é "bom" sem ter gostado da história não é se omitir nem ser desonesto: significa que, mesmo que ele não tenha lhe agradado, você sabe que ele foi bem escrito, que os pontos principais foram bem explorados e que outras pessoas certamente apreciarão a história.

Ser imparcial, contudo, não significa ser frio e muito menos deixar de expressar a sua opinião. Muitas vezes, o grande diferencial das resenhas de um blog está justamente no fato de não ser um especialista responsável por redigir a postagem, mas um leitor, uma pessoa com preferências literárias e opiniões sinceras. Por isso, é incentivado que o blogueiro expresse sua opinião sobre o livro, compartilhe a experiência que teve ao lê-lo. Para tanto, é necessário que essa opinião seja fundamentada, possibilitando ao leitor da resenha compreendê-la e assim, ser capaz de concordar ou discordar.

Por último, quero deixar claro que escrevi esse texto para promover um diálogo entre leitores e blogueiros. Se você acha que resenhas devem ser obrigatoriamente pessoais, ou que o resenhista deve ser o mais distante e imparcial possível, deixe seu comentário. Se você leu essa postagem com o intuito de melhorar suas resenhas, sugiro a leitura do meu guia Como escrever uma resenha literária. Obrigada pela atenção!


Esse blog está participando do BEDA e terá postagens novas diariamente em agosto

Postagens relacionadas

11 comentários

  1. Como eu quero que o mundo todo leia esta publicação hahaha sério..
    Eu não gosto de spoilers, mas ás vezes é inevitável.
    Tenho que dar minha opinião sobe a obra, e se eu não falar o que achei parece que me prendi só na sinopse.
    adorei o post

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Clayci!
      Eu vejo muuuita resenha que sabe se lá por qual motivo ficam só na sinopse. Ora, sinopse eu vejo no Skoob!!! Se eu leio a resenha, é porque eu quero saber a opinião, o que a pessoa achou bom/ruim :D
      Quanto aos spoilers, acho que tem uma diferença bem grande entre sinopse E spoiler. Tipo, contar sobre o que trata o livro é necessário, agora falar que "fulano morre" é sacanagem ahsduiasdhuai.
      Fico bem feliz que tenha gostado <3 E valeu por compartilhar, tive uma repercussão boa hihihi <3

      Excluir
  2. Realmente, imparcialidade total inexiste. Mas a pessoa precisa avaliar os pontos fortes e os fracos da obra para dar sua opinião e não deixar que seus gostos pessoais interfiram tanto. Por exemplo, eu tenho HORROR à romantização que fazem de Lolita e ao personagem do Humbert Humbert. Porém, preciso admitir que Nabokov foi um gênio ao escrever Lolita.

    Muito boa a reflexão, Vick!

    ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Mia! Meu exemplo é A Viagem de Chihiro (que inclusive, geral me crucificou no blog ahsduiashui), que eu reconheço ser um filme tecnicamente excelente, reconheço o diferencial, reconheço a genialidade das mensagens... Mas não gostei! E não gostei porque achei ~muito viajado~ e expliquei direitinho na minha crítica, mas reconheço que pode se tornar o teu filme preferido dependendo do gênero que tu gosta. E ah, morro de curiosidade pra ler Lolita!

      Obrigada, Mia!

      Excluir
  3. Oieeeeeeeeee!
    Vim aqui deixar um breve recadinho pra dizer que fiz uma listinha super especial e eu espero muito que você goste do que tem lá!

    Blogs que a Guerreira ama!! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiii guria eu fiquei tão feliz quando vi a listinha <3 <3 <3 E olha que eu a li antes de ver teu comentário aqui, surtei! <3

      Excluir
  4. Bem legal levantar essa questão, acho que manter o equilíbrio entre as suas opiniões pessoais e a imparcialidade é fundamental, e ser justo, claro! :)
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teu comentário simplesmente resumiu todo meu post ahsudiahi é verdade, o essencial é o equilíbrio <3

      Excluir
  5. Queria que muitas blogueiras lessem esse post, do fundo do meu kokoro <3
    A palavra crítica em 'crítica literária' não é necessariamente ligada á a palavra criticar. É expor os pontos de vista.
    Adorei esse texto, juro <3
    A Bela, não a Fera | Youtube A Bela, não a Fera | Fã Page no Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Aliás, criticar não é necessariamente falar mal, é expor os aspectos positivos e negativos, opinando sobre o todo.
      Fico bem feliz que tenha gostado do texto <3 Vou tentar levantar mais discussões sobre ~blogs~ haha

      Excluir
  6. Achei muito bem colocado,close certíssimo!!Temos que saber equilibrar,por mais que seja nosso autor preferido kkk E,nossa,que legal,você tem um guia de como escrever resenhas literárias.Vou ler (já até dei fav aqui)pq faço tudo bem aleatóriamente.Beijos
    http://dreamydepernasproar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook:

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun