Resenha: Warcraft

quarta-feira, 30 de novembro de 2016



World of Warcraft é talvez o mais famoso mmorpg e conquistou milhares de fãs, tendo seu universo expandido em livros e, mais recentemente, no filme. Apesar de não ter tido contato com o jogo e suas histórias anteriormente, graças ao Grupo Editorial Record pude conferir Warcraft, livro do filme oficial.



O mundo dos orcs estava devastado: pouca comida, pouca água, terras impossíveis de se plantar. Incentivados pelo feiticeiro Gul'dan e liderados pelo poderoso Mão Negra, a Horda de orcs é transportada para Azeroth, mundo pacífico no qual humanos viviam em harmonia com outras raças. É nesse contexto que acompanhamos a história de Durotan, líder honroso que aceita seguir Mão Negra em busca de novas oportunidades para seu clã e família, mas se vê envolto numa sangrenta guerra, graças à Vileza que domina os orcs e os fazem tomar brutalmente as terras humanas. A guerra chega aos domínios do rei Llane e põem em perigo os habitantes da cidade Kirin Tor, cabendo à Lothar, o Leão de Azeroth, pensar em estratégias que possam deter essa ameaça.

O grande acerto do livro é retratar diferentes pontos de vista, mostrando um conflito no qual não há lado certo ou errado. Em que pese muitos orcs estarem tomados pela vileza, uma força poderosa e corruptiva que inclusive pode ter destruído o mundo deles, também acompanhamos a comovente história de Durotan, líder do clã lobo de Gelo, preocupado com o futuro do seu clã e de seu filho recém nascido. Acompanhamos orcs violentos e impulsivos, mas também uma estrutura familiar na qual existe amor e igualdade, relações atingidas por traição e outras pautadas na honra. Obviamente, mesma análise pode ser feita quanto aos humanos, vez que cada um tem diferentes sentimentos e intenções.



Para retratar com precisão as diferentes perspectivas, a narrativa intercala capítulos retratando orcs e humanos e todos os personagens são bem desenvolvidos, com destaque para Durotan e Lothar, um importante cavalheiro de Kirin Tor. Há também o cativante mago Hadgar e figuras misteriosas e importantes como Medivh, mas a ligação entre orcs e humanos é abordada pela meia orc Garona, antiga escrava de Gul'dan que é capturada pelos humanos. Além do texto evidenciar as diferentes motivações, as cenas de batalha são muito bem descritas e detalhadas e o livro envolve vários mistérios e estratégias interessantes de acompanhar, de modo que não há como saber o desfecho e sequer como torcer para apenas um lado.

Como qualquer guerra, Warcraft envolve perdas, disputas pelo poder e grandes sacrifícios, sendo uma consequência do desespero e da falta de diálogo entre os diferentes povos. Além das reflexões, é interessantíssimo observar como as histórias vão se intercalando e como a narrativa consegue ambientar o leitor naquele universo, de modo que Warcraft é uma leitura empolgante, dinâmica e, creio eu, consegue captar bem o espírito dos jogos, sendo capaz de conquistar um novo público além dos fãs.

Esse exemplar foi carinhosamente cedido pelo Grupo Editorial Record, que durante 2016 promoverá ações especiais em conjunto com o blog Finding Neverland. Curta a página no Facebook e fique por dentro das novidades!

Postagens relacionadas

18 comentários

  1. Gente, eu adorei! Meu namorado joga world of warcraft, a gente viu o filme no cinema, eu não gostei muito do filme, mas me interessei muito pela história, ainda não sei se eu vou ler os livros normais ou se vou ler esse, mas gostei bastante da resenha.

    Carol | Pink is not Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol! Um menino comentou no Facebook que este é um dos poucos livros que se pode ler e gostar sem estar inteirado nas histórias do jogo. De repente, acho que seria uma boa leitura! Não vi o filme, mas adorei a história!

      Excluir
  2. Olha eu apenas assisti ao filme. Porém, antes mesmo do lançamento do filme eu já via a capa do livro pelas livrarias da minha vida e até mesmo o jogo por ai. Agora fiquei curiosa para ler o livro, pois o filme foi muito bem detalhado e como pude perceber pela sua resenha (tendo só uma ideia mesmo) foi fiel ao livro.

    Até mais!
    Karolini
    womenrocker.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Comigo é o contrário, eu li o livro e fiquei com vontade de assistir o filme, haha! Mas sim, pelo que pesquisei o livro é bem fiel mesmo :) Beijos!

      Excluir
  3. Não sou adepta dos jogos (nem um pouco), mas sempre tive comigo que as histórias por trás deles são pra lá de interessantes. Tô bem contente com essa onda deles irem pras páginas dos livros, porque assim é uma ótima oportunidade de finalmente conhecer esses universos, mas em um campo que eu gosto e que me sinto habituada <3 Quero ler o livro de WoW sim e a sua resenha tá ótima, chuchu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nicolle! Ahh, tem vários jogos que eu jogo só pela história, eu também não era adepta e agora até faço reviews, hiasdhauis. Mas concordo contigo, eu acho que o ponto forte do livro (e do filme, também) é trazer um pouco do universo de WoW para pessoas que não tiveram contato com os jogos, como eu e você. Que bom que vários jogos estão indo para outras mídias né <3 Obrigada pelo elogio!

      Excluir
  4. Nunca joguei o jogo, mas a história me chama a atenção. O filme está na minha lista de quero ver e vendo sua resenha o livro me deixou curiosa.


    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
  5. Cara, eu lembro MUITO do seu blog de alguns anos atrás, continua incrível, parabéns!
    Sobre o livro, eu AMO WOW, esse livro é maravilhoso, assim como o jogo, não tenho muito mais tempo para jogar mas fez parte da minha vida sem dúvidas!

    Capricati

    ResponderExcluir
  6. O meu namorado estava querendo ler esse livro, mas eu pensei que a leitura funcionaria apenas para quem já era fã, legal saber que o livro é capaz de prender outro público! Fiquei curiosa agora :) Beijos!
    http://colorindonuvens.com/

    ResponderExcluir
  7. Lembro de ter assistido ao filme na semana da estréia e ter adorado! Fiquei muito curiosa para ler outros livros desse mundo, e me interessei por este também. Por mais que eu não tenha me aventurado no game, e não pretendo, acredito que os livros e o filme sejam uma ótima maneira de conquistar mais fãs.

    http://sonhandoatravesdepalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Fiquei curiosa, já ouvi falar do game, mas nunca soube de nada sobre!
    Beijos e achei interessante :D

    ResponderExcluir
  9. O livro é a romantização do filme ou do jogo? Lembro que fiquei com vontade, mas não fui ao cinema com medo de não entender nada, porque WoW parece ser um universo enorme.

    www.coadjuvando.com.br

    ResponderExcluir
  10. Como não conheço muito do jogo, fiquei com medo de ficar perdida na leitura. Mas está na minha lista, até porque sai totalmente da minha zona de conforto.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  11. Nunca joguei esse jogo, Vick, mas achei muito legal o plot da história! Acho que vou me aventurar, hein. Na real, de jogos só conheço mesmo Skyrim. Parece relativamente similar. É isso mesmo?

    ;*

    ResponderExcluir
  12. Sempre quis conhecer a história de Warcraft, eu jogava e tinha o primeiro livro (que foi comido por traças), mas não sei se tem alguma ligação com esse. A história passe ser muito mais completa e interessante ao contrário do filme.

    http://www.izcordeiroblog.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eu assisti o filme sem conhecer absolutamente nada do game e gostei MUITO - o pessoal com quem conversei depois que manjava do jogo me disse que a história ficou bastante fiel, e eu estou ansiosa para ver a continuação! Eu infelizmente tenho um pouco de birra com livros baseados em filmes. Como você disse que os personagens são bem elaborados, eu gosto de pensar que o livro não se limita ao que foi mostrado na tela, mas sempre fico com um pé atrás de que não vou ganhar nada com a leitura que eu já não tenha conseguido vendo o filme.
    Sentimentaligrafia

    ResponderExcluir
  14. Já faz uns anos que eu não tenho vídeo game, então não tenho acompanhado esse universo, mas achei o trailer do filme bem interessante.

    Acho que o livro prenderia mais minha atenção, quem sabe coloco na minha longa lista. hahaha

    ResponderExcluir
  15. Ainda não assisti o filme. E não sabia que havia o livro! Quero muito ler e assistir para me aproximar mais desse universo. Esses dois, ainda mais o livro, são alternativas boas para quem não pode ter contato com o jogo, tanto por não se identificar e adaptar com o estilo de jogabilidade ou por não ter um computador bom para isso.

    Bites!
    <a href="http://tarybelmonblogspot.com.br>Tary Belmont </a>

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook:

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun