Resenha: O Fantasma da Ópera


quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Conhecida mundialmente também pelo famoso musical homônimo, o livro O Fantasma da Ópera, de Gaston Leroux, é uma obra que alia o mistério ao romance em uma narrativa impregnada de suspense, crimes e acontecimentos com ares sobrenaturais. Numa tentativa de retomar o Book Challenge, resolvi ler esse clássico da literatura francesa, uma história de terror e de amor.

Fantasma da Ópera


Quando um maquinista é encontrado enforcado na Ópera de Paris, inicia-se um boato de que um fantasma vive no subterrâneo, assombrando o local. O Fantasma passa a chantagear os administradores para que lhe repassem uma quantia de dinheiro, requer um camarote especial e demonstra especial fascínio por Christine Daéé, cantora em ascensão que se destaca ao substituir a diva do espetáculo durante uma apresentação. Christine encanta a todos e conquista o coração do patrocinador do teatro, Visconde de Raol de Chagny, mas durante uma apresentação, misteriosamente Christine desaparece no palco, levando a acreditar que foi raptada pelo Fantasma da Ópera.



O Fantasma da Ópera foi escrito em uma época que histórias de detetive estavam em alta e o autor foi muito bem sucedido ao criar não uma história tradicional, mas um mistério, cuja premissa envolve um suposto fantasma que assombra a Ópera de Paris e comete uma série de crimes, culminando no desaparecimento fantástico de Christine Daaé. Há vários acontecimentos sobrenaturais sem grandes explicações e, no início, não sabemos se o Fantasma é de fato uma assombração ou uma pessoa real, o que deixa o leitor muitíssimo interessado em descobrir os segredos que rondam a história. No entanto, o aspecto principal do livro é o amor obsessivo do Fantasma por Christine Daaé, atriz em ascensão que se vê dividida entre o fascínio por seu sequestrador e seu romance de infância, Raol. Enquanto acompanhamos a tentativa de Raol em salvar Christine, acompanhamos o envolvimento da cantora com o Fantasma e como ela o enxerga com um misto de fascínio e medo, acreditando que ele é o "Anjo da Música" do qual seu pai falava. Mais interessante que o amor puro e singelo que Raol sente por Christine, é o sentimento que ela desperta no Fantasma, que também se vê obcecado pela artista e deseja ardentemente ser amado por ela.

Confesso que, talvez pela imagem que tinha dos musicais, não consegui me afeiçoar pelo romance entre o Fantasma e Christine e tampouco criei qualquer empatia pelo Fantasma durante um bom tempo, afinal, o mesmo pode até ser visto como um serial killer e seu amor obsessivo por Christine não deixou dúvidas sobre sua natureza má. Foi então que, nos últimos capítulos, vemos o Fantasma refletir sobre a primeira vez que se sentiu amado, bem como lemos uma bela passagem que nos faz pensar que tudo que ele queria era ser alguém comum, e que seria um gênio da humanidade se não fosse sua aparência e a repulsa que a mesma invoca. No fim, acabei por achar uma história bonita e impactante, tendo me envolvido de verdade com todas as emoções que as personagens despertam.



No exemplar publicado pela editora L&PM, a sinopse inicia com a frase somente a música e o amor são imortais. Tal frase capta perfeitamente a essência do livro. A história é uma obra bem escrita com um mistério envolvente, mas não nos fascina pelos acontecimentos sobrenaturais, pela investigação, pelos segredos propriamente. O Fantasma da Ópera nos fascina pelas próprias personagens, pelo romance de Christine estar tão estritamente relacionado à música, pelo antagonista da história ser um ser complexo que se apresenta como vil, apaixonado e obcecado, não obstante ser um verdadeiro Anjo da Música.

Postagens Relacionadas

11 comentários

  1. Esta obra é tão linda que dispensa comentários. Nunca tive oportunidade de ler o livro e fiquei com vontade.

    ResponderExcluir
  2. Achei a edição em si um tanto mortinha, sem vida, daquelas não não chama a atenção do leitor, né? Mas acho a história linda e muito bem escrita, porém lenta e cansativa. Acho que mais devido aos acontecimentos, que decorrem de forma vagarosa. No entanto, a história em si é incrível e tem aquele quê nas entrelinhas que precisa ser visto para o leitor se afeiçoar, de fato ♥

    ResponderExcluir
  3. Eu amo esse livro!! Eu li ele em Inglês umas 3 vezes na minha adolescência hahahaha

    ResponderExcluir
  4. Esse é um clássico, daqueles que devem ser lidos antes de morrer... Eu, assim como você, achei uma história bem escrita, porém não me fascinou tanto, por ser homônimo de um musical... Mas sim, é um romance que vale a pena ser lido, embora eu ache que algumas partes eram arrastadas... mas também tem a questão da época em que foi escrito, onde o romance não era algo tão direto quanto é hoje... rs
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
  5. Eu sou totalmente apaixonada pela música e confesso que não sabia que tinha um livro com o mesmo tema rs já vou procurar para comprar pq fiquei mega curiosa de desvendar tudo e claro, fazer aquela comparação básica rs

    ResponderExcluir
  6. Nem sabia que a história original tinha saído de um livro! Gostei muito de saber e vou colocar na minha lista de desejos. Afinal adoro música e um bom mistério :)

    ResponderExcluir
  7. Eu li o livro em uma edição reduzida em inglês e como já era apaixonada pelo filme, acabei gostando do livro também. É uma das minhas histórias favoritas e o filme sem dúvida é um dos meus favoritos. Só de ler a resenha já começo a lembrar do início do filme e do dueto entre a christine e o fantasma da ópera, sou apaixonada por escutar eles cantando no início do filme <3 Acho que vou assistir de novo só pra escutar eles cantando haha
    Beijão e adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  8. Oi Vic, tudo bem? Acredito que todas as pessoas já ouviram falar dessa obra mas algumas como eu ainda não tiveram oportunidade de ler. Achei incrível descobrir que é um livro francês e me deixou bem curiosa para acompanhar o enredo. Sabia que tinha o filme mas também não assisti. Sua resenha ficou linda. Mais um título pra minha listinha de 2018. Agora estou lendo Relatos de um gato viajante, conhece? É bem legal. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  9. Adorei a forma como você explanou todos os pontos essenciais da obra e a sua sinceridade em relação aos pontos fortes da narrativa, é a primeira resenha que leio do seu blog e adorei <3

    www.aromadecachos.com.br

    ResponderExcluir
  10. Devo admitir que eu nunca tive contato com o Fantasma da Ópera (!) - nunca vi musicais, li livros, nada. Sua resenha me deu uma visão bem geral do enredo e eu, sinceramente, me interessei bastante e quero correr atrás do atraso. Esse exemplar está tão lindo! É capa dura?
    Literalize-se

    ResponderExcluir
  11. Que resenha ótima! Eu não conheço muito sobre o fantasma da ópera, nunca li o livro, nem vi o musical, mas achei bem interessante a sua opinião sobre ele. Acho que leria ele sim! Gostei bastante das suas fotos :)
    Beijos,
    http://www.nomundodaluablog.com/

    ResponderExcluir

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun