Resenha: O Mistério dos Sete Relógios

quarta-feira, 23 de agosto de 2017



Próxima a minha trigésima leitura de um livro da Agatha Christie, me deparo com mais uma história diferente das demais: a formalidade de Hercule Poirot e a velhice ativa de Miss Marple foram trocadas por um grupo de jovens tentando desvendar um crime não com o jeito de Agatha, mas típico de tantas histórias de mistérios e sociedades secretas. Trata-se de O Mistério dos Sete Relógios, escrito em 1962.

Livro Mistério Sete Relógios Agatha Christie


O Mistério dos Sete Relógios começa de maneira descompromissada e coloquial, quando um grupo de amigos resolvem fazer uma brincadeira com o dorminhoco Gerald Wade, que sempre se atrasa para o almoço, e colocam sete relógios no seu quarto para acordá-lo. Dia seguinte, o Sr. Wade está morto, os relógios estranhamente enfileirados e um oitavo relógio foi jogado pela janela. No início, todos concordam que foi uma morte acidental, mas quando mais uma vítima é feita, Jimmy, Loraine e a curiosa Miss Bundle se envolvem de forma amadora na investigação do crime e Bundle, descobrindo que talvez exista uma organização secreta relacionada ao ocorrido: os Sete Relógios.

Livro Mistério Sete Relógios Agatha Christie


Narrado em terceira pessoa, O Mistério dos Sete Relógios inicia retratando o crime e ao começo das investigações passa a acompanhar três pontos de vista diferentes, mas sempre é centrado na protagonista Bundle. Como Bundle é uma jovem moderna, extrovertida e muito curiosa, é fácil simpatizar com ela, e o fato dos personagens serem mais jovens nos deixa mais próximos à realidade do que aqueles ingleses clássicos a que estamos acostumados nos livros da Agatha. A história também é a menos densa da autora e o livro é extremamente fácil de ler, mas ao contrário do que normalmente ocorre, não cria aquela vontade de ler sem parar até saber o final e, na verdade, não motiva o leitor a solucionar o crime, funcionando puramente como entretenimento.

Livro Mistério Sete Relógios Agatha Christie


Ainda que os melhores crimes tenham sido desvendados por Hercule Poirot, Agatha Christie já escreveu livros louváveis que não contam com a participação do detetive, como é o caso do divertido O Homem do Terno Marrom e O Caso dos Dez Negrinhos, minha obra preferida. Infelizmente, não é o caso deste livro. É verdade que a protagonista Bundle é uma moça forte de personalidade adorável, mas o contexto em que está inserida e o próprio crime em si (“detetive” amadora, elementos inexplicáveis na cena do crime, membros de sociedade secreta usando máscaras) fazem de O Sete Relógios uma história clichê e aquém da capacidade da autora.

O Mistério dos Sete Relógios é um livro divertido e descontraído, que vale os sete reais pagos por ele. De forma alguma a história chega a ser ruim, mas comparando com os outros trabalhos da autora, O Mistério dos Sete Relógios é um livro simples que não faz jus à Rainha do Crime.

Postagens relacionadas

0 comentários

Comente com o Facebook:

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun