Crítica: Ted 2

terça-feira, 8 de setembro de 2015



Errar é humano, insistir no erro é burrice. Considerando a rentabilidade de Ted, que inacreditavelmente foi considerada a comédia do ano em 2012, talvez não tenha sido um erro dos produtores insistir numa sequência para o ursinho, mas certamente foi um erro meu esperar que Ted 2 fosse um pouquinho melhor que o primeiro.


Péssimo trailer


Depois da cena do casamento de Ted e de uma bem coreografada abertura, o filme começa com o ursinho passando por uma crise conjugal, até que resolve salvar o relacionamento tendo um filho com sua esposa. Quando as absurdas tentativas de buscar uma inseminação artificial se mostram falhas e o casal decide por adotar um bebê, um grave problema acomete Ted: o Estado reconhece que o ursinho não é um ser humano e sim o bem, anulando o casamento de Ted, impossibilitando-o de trabalhar e claro, de adotar o tão sonhado bebê. A partir de então, Ted e seu inseparável melhor amigo John (Mark Wahlberg) contratam a advogada novata Sam e juntos, os três buscam juridicamente que Ted seja considerado um humano e que sejam assegurados os seus direitos civis.



O dilema apresentado é interessante e já foi pauta de filmes como O Homem Bicentenário e processos reais referentes a escravos e outras pessoas que outrora foram consideradas coisas. Claramente, não dá para esperar que o assunto desperte comoção e tampouco seja tratado com seriedade, já que o filme é trabalho do mesmo criador de Family Guy e se esforça para um humor o mais escrachado possível, que ao contrário do primeiro filme, não arranca tantas risadas, pois não é mais novidade.



A luta por direitos civis (basicamente, os três personagens ‘estudando’ a matéria enquanto fumavam maconha em todos os lugares, o que deixa o filme extremamente cansativo) é apresentada na segunda parte do filme, pois no seu início bastante demorado, vemos cenas absurdas (talvez, um pouco engraçadas) de Ted buscando um doador de esperma, querendo ter Sam J. Jones ou Tom Brady como pai de seu filho. Os atores, por sinal, estão muito bons, o elenco conta com Morgan Freeman e a entrada de Amanda Seyfried no lugar de Mila Kunis não compromete, mas desta vez (Mark Wahlberg) foi posto de lado e até mesmo Ted está menos engraçado e mais computadorizado do que no filme anterior. Fora isso, a trilha sonora foi bem escolhida, há tiradas boas espalhadas por todo o filme e são divertidas as cenas que se passam na ComicCon, assim como o desfecho do filme.



Mesmo que pudesse ser substituído por um episódio de Family Guy, o primeiro filme trazia um personagem inusitado e nos chamava atenção por todo o sarcasmo e politicamente incorreto estar concentrado na figura de um ursinho. O segundo filme não tem esse apelo, pois já sabemos o que esperar, não há mais novidade. Deste modo, Ted 2 é um filme quase engraçado que talvez agrade a quem gostou do anterior, mas não tem a força do mesmo e provavelmente concretiza o fim da franquia.

Postagens relacionadas

9 comentários

  1. Ainda não assisti esse filme mas estou vendo vários comentários sobre
    http://toobege.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nunca assisti Ted nem nunca tive vontade justamente porque nunca me cativou essa história do urso safado o.O seria muita maldade tirar a pureza dos ursinhos sab .-.
    Tô que você também não gostou haha então talvez eu estava certa :D
    beijos e já estou seguindo ♥
    Ganurb

    ResponderExcluir
  3. Eu assisti o primeiro e até achei engraçadinho. Mas pra mim é aquele típico filme que você vê uma vez só e nunca mais. E o segundo não me chamou nem um pouco a atenção, tanto que nem pretendia ver.
    Mas bom saber seu ponto de vista sobre ele, assim já nem assisto mesmo hahah
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu não gostei do primeiro, vi várias pessoas elogiando, mas WTF? rs
    Não pretendo ver o segundo hauihaiuhaiuhauhua

    ResponderExcluir
  5. Falam tão mal desse filme, mas o trailer parecia tão engraçadinho; Eu queria ver, mas to com medo agora! :<

    ResponderExcluir
  6. Poxa, é uma pena ter dado errado desse jeito. Eu amei o primeiro filme, de já ter perdido as contas de quantas vezes assisti, mas pra ser sincera, não esperava que tivesse uma continuação, na verdade acho que ele não pedia isso.

    Zona de Conspiração | Fanpage | Canal

    ResponderExcluir
  7. Minha opinião foi contraria a sua, vi o filme pois minha sobrinha queria muito ver e não tava com saco, mas fui na esperança que não tivesse mais ingresso para ele. hahha Me dei mal pq tinha, fui assistir emburrada, afinal não curti o filme do ursinho maconheiro. Mas conforme o filme progredia tinha umas cenas que de tão idiotas me fizeram rir, gostei até mais que o primeiro. Depois tenho que fazer ate uma resenha lá no blog.
    Bjs

    http://achadosdamila.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/achadosdamila

    ResponderExcluir
  8. Nossa, Vick! Eu nao gostei NEM UM POUCO do primeiro! Sério! Sabe quando não sai nenhuma risada? Achei já muito apelo, sabe? Imagine esse? Bom saber que eu não devo insistir no erro duas vezes hahahahah

    ResponderExcluir
  9. hay chistes que me parecieron innecesarios. Ted no es de las películas que necesitan grandes análisis ya que es una historia simple que busca hacer reír y punto. Entretenimiento y muchas risas con humor ácido a partes iguales, para disfrutarla con los amigos en un ambiente relajado. Ted 2, la película es divertida, arrogante, irreverente, lo que a muchos ha matado de risa con ese humor tan ácido y negro que lo ha caracterizado desde la primera entrega. Hayas visto o no la primera parte de las aventuras de este peculiar oso, es casi seguro que disfrutarás esta segunda entrega.

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook:

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun