Crítica: Moana - Um Mar de Aventuras

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017



Lançamentos como Valente e a recente febre de Frozen - Uma Aventura Congelante nos remete ao que chamamos de renascença da Disney. Se na década de noventa, a Disney voltou a produzir importantes filmes como A Bela e a Fera, Mulan e Pocahontas, atualmente está dando espaço a uma diversidade que não era tão aparente antes, mas muito bem-vinda. Entre os expoentes da nova geração, está o excelente Moana - Um Mar de Aventuras, cuja protagonista é uma verdadeira heroína.



Moana é a filha do chefe de uma tribo da Polinésia, que há algumas gerações vive feliz na mesma ilha. Quando curiosos problemas acometem a ilha - como falta de peixes e vegetação escurecendo - e ninguém sabe a solução, a vó de Moana conta sobre uma antiga lenda, de que há muitos anos o semideus Maui teria roubado o coração de Teh Kah e, assim, provocado mudanças negativas pelo globo. Moana, que sempre se sentiu muito atraída pelo mar e acaba descobrindo um grande segredo sobre seus ancestrais, parte em uma verdadeira aventura em busca do semideus Maui para, juntos, devolverem o coração da divindade e salvarem a tribo.



A história de Moana é essencialmente uma aventura e, para isso, não é necessário uma princesa indefesa ou sequer um interesse romântico. Moana é uma menina decidida, corajosa e, apesar de querer desbravar o mar desde pequena, sempre coloca os interesses da tribo em primeiro lugar, mostrando que será uma excelente chefe no futuro. Por outro lado, seu companheiro de aventuras é ninguém menos que Maui, um semideus bastante exibido - apesar de fora dos padrões 'físicos' que se espera de um semideus - que, veja só, tem características boas e ruins, assim como Moana. Ora Maui é despreocupado, ora debochado, ora amigo e ora preocupado em ajudar, talvez acrescentando mais um feito às suas inúmeras tatuagens. Por falar em dualidade, um dos aspectos mais notáveis do filme é justamente a mensagem final, que foge do maniqueísmo típico da Disney e se aproxima de mensagens espirituais não tão óbvias que são recorrentes em filmes do Studio Ghibli, por exemplo.



Além dos personagens em geral serem bem interessantes, é importante destacar como a cultura tribal é representada em Moana: as histórias, as tatuagens, os traços étnicos, as lendas, tudo retratado em músicas cativantes que despertam ainda mais a curiosidade do espectador. Destacam-se as músicas You 're Welcome (Dwayne Johnson, no original), How Far I’II Go (por Auli'i Cravalho) e Shiny (por Jemaine Clement), esta última uma cena que eu até achei deslocada, mas não posso falar mal depois de ouvir algumas mil vezes o glam rock inspirado no David Bowie. Para criar essa atmosfera lúdica e tropical, a equipe do filme nos entrega um trabalho de excelência técnica, em que a água é animada como um ser próprio e há riqueza nos detalhes tanto no fundo do mar quanto nas expressões dos personagens.



Com uma história divertida e mensagens importantes, certamente Moana - Um mar de aventuras (e que mania persistente de colocar subtítulos!) é um filme diferenciado, seja por sua qualidade técnica, seja por, com a maior naturalidade, retratar o significado da palavra "empoderamento". Moana é um ótimo filme de aventura, que a princípio é tão bom como tantos outros da Disney, mas tal como o oceano, guarda diversos significados nas profundezas.

Postagens relacionadas

14 comentários

  1. Nossa, amei a resenha! Estou doida para ver, amo animações da Disney!!Adorei a proposta do filme e esse empoderamento da Moana.

    ResponderExcluir
  2. Amei demais! Especialmente as referências culturais e o empoderamento de Moana. Princesa que não precisa de príncipe e quer explorar o mundo.. Me conquistou de cara. <3

    ResponderExcluir
  3. Sua crítica foi ótima! Assisti ao filme e basicamente concordo com tudo. Uma das coisas que mais gostei foi o fato da Moana ser bastante independente e corajosa e não envolverem um par romântico para ela, antes de assistir achei que ela ia se envolver com o Maui hahahah.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Mana, tô DOIDA pra assistir esse filme. Tristíssima que não conseguir ir ao cinema conferir ): Mas verei logo, amém. Fico feliz em ver toda essa representação nas animações <3

    ResponderExcluir
  5. Esse filme foi uma das melhores animações que vi nos últimos tempos! <3 Adorei toda essa mensagem de empoderamento e, principalmente, o fato de não terem inserido par romântico para a personagem. Acho que isso passa uma mensagem importante para todas as meninas mais novas, né?

    Além disso, achei super ousado e bacana o fato de terem escrito uma história sem enfoque na América/Europa. Mostra uma diversidade linda.

    Adorei a resenha!

    Beijos,
    Attraversiamo.

    ResponderExcluir
  6. Ainda não vi, mas tenho certeza e que a Disney está trilhando um caminho bastante positivo ao procurar diversificar suas princesas. ;)

    ResponderExcluir
  7. Olá! Fui no cinema levar minhas sobrinhas (o bom de ter sobrinhos é que são ótima desculpa pra ver filme infantil) e adorei! Elas também, de tanto que a festa da minha sobrinha já vai ser da Moana... Adorei a ideia de fazer uma princesa que toma as rédeas de tudo e é de fato a heroína da história...

    bjs

    Inajara

    www.vintageandgeek.com.br

    ResponderExcluir
  8. Cara, eu simplesmente amei Moana. Tudo! A cultura, a história. Me emocionei pra caramba! Filme lindo e muito recomendado! Bjo!

    www.pandapixels.com.br

    ResponderExcluir
  9. É importante retratar essa diversidade cultural! Ainda não consegui ir ao cinema conferir mas já estou apaixonada pela personagem! Ela é com certeza, um bom exemplo de empoderamento! E só por isso já vale a pena assistir!
    Beijos!
    http://colorindonuvens.com

    ResponderExcluir
  10. Moana vem para tirar aquela coisa de protagonista indefessa assim como a Merida de Valente!Adoro essas animações que parecem ser bem mais voltadas ao adultos,mesmo assim não perdendo aquela essência da infância!

    ResponderExcluir
  11. Moana parece que bateu as expectativas altas que suscitou. É uma animação excelente que conversa com pais e filhos, especialmente com as filhas. Depois de Merida e Elsa, Moana é um maravilhoso exemplo de empoderamento sem polêmicas num filme super divertido e família <3

    http://coadjuvando.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Esse filme deve ser uma delícia de assistir. Amo essa nova diretriz da Disney, de buscar uma representatividade maior entre os protagonistas dos seus filmes. Que bom que Moana deu certo e mostrou uma personagem decidida!
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  13. Eu ainda não consegui ver esse filme, mas se tudo der certo verei essa semana finalmente!Eu fiquei impressionada com a delicadeza e riqueza cultural desse filme, me surpreendeu bastante. Mas fiquei muito triste também, porque trabalho com Personagens Vivos em festas infantis, e até agora ninguém solicitou Moana e nem nenhuma empresa grande nesse ramo fez até agora!

    Bites!
    Tary Belmont

    ResponderExcluir
  14. Não consegui assistir o filme no cinema, mas finalmente achei um torrent (cof cof) com qualidade boa e quero muito assistir..

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook:

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun