Crítica: A Torre Negra

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

A Torre Negra é um épico que intercala acontecimentos do nosso mundo com uma trama que se passa em um ambiente faroeste-medieval, contando em sete livros a trajetória do pistoleiro Roland de Gilead à Torre Negra. Antes, a série de livros era conhecida como a obra-prima de Stephen King, até que alguém teve a brilhante ideia de condensar uma saga de mais de quatro mil páginas em um filme que, na melhor das avaliações, não passa de medíocre.

filme torre negra
A Torre Negra começa com Jake Chambers (Tom Tayler), um nova iorquino de quatorze anos que recém perdeu seu pai e está cada vez mais obcecado com sonhos e desenhos sobre um bizarro mundo no qual crianças são aprisionadas por um homem de preto para destruir a Torre Negra, uma torre que protege o universo da escuridão. Todos ao redor de Jake acham que o menino está louco, mas quando os pele-falsa vão capturar o menino para utilizar seus poderes psíquicos contra a Torre, alegando que o levaria para uma clínica psiquiátrica, Jake entende que suas visões são reais e que é seu dever ir ao Mundo Médio e encontrar o Pistoleiro (Ildris Elba), a fim de ajudá-lo a derrotar o Homem de Preto e salvar todos os mundos.



As pessoas equivocam-se ao criticar adaptações por não serem integralmente fiéis à mídia original, esquecendo que elas se tratam do que o próprio nome diz: uma adaptação, uma transposição feita para angariar um novo público e apresentar a obra sob uma nova perspectiva. Por outro lado, me parece que Nikolaj Arcel, diretor desse terrível filme, esqueceu que a mínima coisa que se espera de uma adaptação é que ela mantenha a essência da obra original, e conseguiu transformar uma história escrita ao longo de trinta anos em um filme raso, genérico, fraco, superficial. Sequer dá para dizer que é uma adaptação do primeiro livro ou da saga como um todo, até porque boa parte dos acontecimentos foram inventados para o filme. Não há semelhanças. No máximo, podemos dizer que o nome dos personagens são os mesmos, mas só.

filme torre negra


A Torre Negra tentou - em vão - compensar a ausência de história com cenários e efeitos especiais, mas estes não são nada impressionantes e a ambientação está muito aquém do apresentado ao livro. É verdade que tem algumas - pouquíssimas - referências aos livros, como a Organização Sombra, o Rei Rubro, parques de diversão no Mundo Médio...Mas quem é o Rei Rubro, mesmo? Nada é explicado naquele roteiro reducionista, que diminuiu a história ao lugar comum de uma luta do bem contra o mal. Ok, as cenas de luta são muito boas, mas convenhamos: o roteiro tal como foi apresentado é fraco, o Mundo Médio foi muito mal adaptado e nem mesmo as personagens tem personalidade. Nem reclamo das personalidades serem diferentes do livro, e sim, da ausência de características, reduzindo o interessante Homem de Preto - interpretado pelo brilhante Matthew McConaughey, mas com uma péssima atuação - a um vilão caricato sem nenhuma nuance, que apenas quer destruir o mundo.

filme torre negra


A vontade que tenho é de encontrar um Portal e ir para um mundo onde o filme de A Torre Negra não foi produzido. O filme é um fracasso como adaptação e, analisando como uma obra individual, enfadonho e esquecível. Não há nenhuma surpresa no final, não há carisma nas personagens, não há nenhum fato relevante que faça o telespectador se envolver com a jornada. Aquele que fez o filme de A Torre Negra esqueceu o rosto de seu pai.

Postagens relacionadas

13 comentários

  1. Já ouvi falar do livro, mas ainda não assisti o filme, quando se trata do trabalho do Stephen King ficamos bastante ansioso pois Stephen King é excelente. Mas pela sua crítica o filme não vale a pena ver, é muito chato assistir um filme e o filme não é interessante. Gostei muito de saber da sua opinião, bjs.

    ResponderExcluir
  2. Ñ ki o livro e ñ assisti o filme, e levando em conta a sua crítica, ñ me deu vontade de fazer nenhum dos 2.
    Bjs💋💋

    ResponderExcluir
  3. Ouvi falar do livro há um tempo atrás e me interessei, uma pena a adaptação ter ficado tão ruim!

    ResponderExcluir
  4. Nossa amei essa resenha nunca tinha ouvido falar , e quanta Riqueza de detalhes.

    ResponderExcluir
  5. Não conheço nem o filme e nem o livro, gostei muito de saber a sua crítica em relação a eles.
    Vou ver se assisto o filme.

    ResponderExcluir
  6. Nunca ouvi falar desse livro muito menos sobre o filme, mas compartilho do mesmo sentimento ao sair o filme, e esse filme não faz jus ao livro. É frustrante kk
    http://kombichic.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. não conheço o livroe nem o filme, mas é bom saber resenha, pq meu marido ama livros e filmes assim.. ja vou avisar pra ele kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  8. ja conhecia o filme e o livro mais nao tive a oportunidade de assistir e ler mais gostei do seu post bem sincero
    BLOG♥ Coisas da Vida

    ResponderExcluir
  9. Oi tudo bem?
    acredita que eu não conhecia nem o livro e nem o filme tenho que me atualizar mais rsrs,mais super legal sua resenha bjs

    www.alzineterodrigues.com

    ResponderExcluir
  10. Bom, eu estava muito disposta a ver o filme, mas depois de tudo que li aqui, não acho que eu vá gostar. Não li o livro, mas quando um filme é categorizado de medíocre, eu já não sinto vontade de vê-lo. Muito boa resenha!
    Bjs (•‿•)

    ResponderExcluir
  11. Realmente, algumas adaptações não ficam exatamente como os leitores fieis esperam, não é mesmo? Mais que bom que temos um trabalho como o seu, que consegue fazer uma boa análise entre livro e filme, e nos trazer os pontos positivos e negativos.
    Bjssss

    ResponderExcluir
  12. ainda nao consegui ver, mas ja to bem ansiosa

    ResponderExcluir
  13. Eu ainda não tive a oportunidade de ler os livros, acho que me da aquela preguicinha quando vejo a quantidade de livros da série hehehe
    Mas confesso que sempre achei a história interessante q agora me decepcionei um pouco com a adaptação, afinal, pelo que pude notar ela se perdeu bastante.

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook:

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun