Resenha: A Mão Misteriosa

terça-feira, 7 de novembro de 2017



Oi pessoal! Não é segredo que uma das minhas autoras preferidas é Agatha Christie, então resolvi publicar uma resenha de uma obra diferenciada e não tão conhecida da Rainha do Crime: A Mão Misteriosa.

mão misteriosa


Jerry e Joana são dois irmãos que mudam-se para uma pequena cidade inglesa, chamada Limstock. Jerry está recém recuperado de um acidente e Limstock parece ser a cidade perfeita para relaxarem, visto que é um vilarejo pequeno, pacato e onde todos se conhecem. Quando recebem uma carta anônima de extremo mal gosto, pensam que se trata de uma brincadeira isolada aos recém chegados, mas logo descobrem que outros moradores também estão recebendo cartas no mesmo estilo. O que inicia como uma incomodação logo se torna um problema sério quando uma pessoa aparentemente se suicida por causa das acusações de uma carta, levando a crer que as motivações do autor são um pouco mais frias e preocupantes do que uma brincadeira cruel.

mão misteriosa


Se Agatha Christie escreve bons mistérios, algo que a autora faz muito bem quando quer é explorar a natureza humana, dar motivações e personalidades convincente para seus personagens. Em A Mão Misteriosa, a maior parte do livro é reservada para nos ambientarmos em Limstock e conhecermos cada morador do vilarejo, de modo que o leitor cria afinidades, fica a par de algumas fofocas e questiona-se quem é o responsável pelas cartas anônimas e qual o objetivo. Se tal instrumento parece infantil para ser usado em crimes, logo vamos entender que é plenamente justificável e, na verdade, que não estamos analisando o caso da mesma forma que a eficiente Miss Marple, a curiosa velhinha de presença constante nos livros de Agatha Christie.

mão misteriosa


Vez que Miss Marple aparece apenas no final do livro, acompanhamos Jerry fazendo o papel de detetive, auxiliando a polícia, conversando com os conhecidos e tentando descobrir quem é o criminoso. Assim como sua irmã, Jerry é um personagem bastante carismático e talvez por isso seja fácil ler Mão Misteriosa, que proporciona uma leitura leve e divertida, mesmo que não haja tantos acontecimentos emocionantes no livro.

A Mão Misteriosa não entra na lista dos melhores livros de Agatha Christie, mas certamente possui uma história interessante e é um livro muito gostoso de se ler, diferenciando-se da maior parte da obra da autora justamente pelo clima mais casual - o que não podemos deixar de ter em mente, é claro, é que se trata de um crime.

Postagens relacionadas

7 comentários

  1. Gosto muito dos livros da Agatha, mas não conhecia esse. Também eu não sou a maior fã dela, mas os primeiros livros de suspense que li foram os dela, então me marcaram muito. Concordo que ela tem esse dom de explorar a natureza humana em seus personagens e isso faz as histórias terem um diferencial enorme, né? Adorei a resenha!


    Peixinho Geek

    ResponderExcluir
  2. Comecei a ler Agatha tem pouco tempo, li apenas três, mas devo dizer que adorei a leitura deles, justamente pela questão de que ela aborda bem a natureza humana e desenvolve muito bem o psicológico dos personagens, além de casos incríveis e as reviravoltas. Não conhecia esse, mas fiquei com vontade de ler por você ter citado que a história tem elementos diferenciados.

    Adorei a resenha, beijos.
    PINGUIM TAGARELA

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia a autora, mas achei bem interessante sua resenha e fiquei super curiosa pra ler o livro, parece ser muito envolvente, aquele tipo de livro que você não consegue parar de ler porque sempre tem algo pra acontecer.

    ResponderExcluir
  4. Mandando o comentário de novo que acho que não foi. Menina, confesso que nunca li nada da Agatha. Sempre tive curiosidade, mas acabou que eu sempre dava prioridade a outros livros sem ser os dela. Coisa que pretendo mudar agora nessa Black Friday.
    Adorei a resenha.

    Beijos
    www.jadeamorim.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem? Confesso que fiquei bastante curiosa para ler esse livro,amo mistério e a resenha já me deixou intrigada com a trama, até porque a história foge um pouco do comum. Entrou para lista.

    ResponderExcluir
  6. Como fã de King, é um pecado ainda não ter lido Agatha Christie! Eu curti essa trama em volta das cartas anônimas, de um jeito muito pessoal, pra mim foi muito similar ao que acontece no último livro da trilogia Hodges, do King, quando um assassino induz as pessoas a se matarem (claro que de meios totalmente diferentes).

    ResponderExcluir
  7. Eu definitivamente preciso tomar vergonha na cara e ler Agatha Christie! Cada vez que vejo uma resenha dos livros dela ficou cheia de curiosidade e fascínio, eu adorei o enredo desse livro!

    Bites!
    Tary Belmont

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook:

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun