6 anos na Terra do Nunca: coisas que eu aprendi com o blog


quarta-feira, 20 de junho de 2018

Parece que foi ontem que criei o Finding Neverland, mas hoje meu bloguinho preferido completa seis anos de existência. Quando escrevi a primeira postagem, estava aguardando o primeiro semestre da faculdade e tinha muitos sonhos pela frente, agora já há algum tempo advogando e, apesar de continuar sonhando, muitos deles já foram realizados. Acho que consegui registrar adequadamente todas as principais mudanças ao longo desses anos e quem acompanha sabe o quanto esse blog é importante para mim, inclusive deve saber quais são minhas postagens preferidas. Por isso, resolvi comemorar essa data escrevendo uma lista com seis coisas que aprendi com o blog.



1. "Seja você mesmo, todos os outros já existem"

Quando eu fiz dezoito anos, tinha muito medo que a "vida adulta" levasse embora alguns hobbies meus, me deixasse mal-humorada e eu "perdesse minha essência" - não é a toa que meu blog se chama "Finding Neverland". Acontece que em momento algum eu preciso deixar de ser eu mesma. É verdade que agora não tenho mais tanto tempo livre como antes, mas "ser adulta" não significa dizer que tenho que abdicar dos meus gostos "porque sim", apenas significa que eu tenho mais responsabilidades que antes - e eu gosto dessas responsabilidades e consigo conciliar o lado profissional com momentos de lazer em casa. Na blogosfera, também não preciso escrever apenas sobre moda e assuntos mais populares, mas posso criar meu próprio nicho e encontra pessoas com interesses em comum. A verdade é que quando se tem um blog, acaba se expondo muito de si, mas isso não devia ser algo assustador. Eu sou quem eu sou, com todos os valores, sonhos e ideais criados ao longo dos anos e, por mais que eu tenha que me adaptar a determinada situação ou ambiente, não posso deixar minha personalidade de lado. Nesse sentido, o blog me ajudou a me manter autêntica e cultivar todo esse universo de coisas que eu tanto amo. Ah, essa frase no título é do Oscar Wilde, um dos meus autores preferidos.

2. Ser mais observadora e crítica (inclusive com as coisas que eu gosto!)

Quando você se propõe a escrever resenhas, você passa a ver o mundo com outros olhos. O que antes era apenas um entretenimento agora também lhe dá o dever de fazer uma análise crítica da história do livro ou filme, considerando todos os pontos positivos e negativos. Alguns blogueiros postam apenas sua opinião pessoal sobre algo, mas eu acho bem importante reconhecer que determinado livro ou filme é bom, mesmo que não seja do meu gosto, da mesma forma que acho bacana saber que aquela mídia que eu tanto curto também tem defeitos. Não se trata apenas de um "dever profissional", mas de ter uma visão mais ampla das coisas, reconhecer a multiplicidade de opiniões e contestar algo que está errado. Tento aplicar isso não apenas para o blog, mas para a vida em geral.

3. Estar em constante aprendizado

Já se foi a época em que ter um blog era "apenas escrever". Mesmo quem mantém um blog pessoal, acaba por ter um compromisso com o público e naturalmente procura melhorar cada vez mais o blog. No meu caso, o Finding Neverland me ajudou a desenvolver constantemente minhas habilidades de escrita, a ter um olhar mais crítico e escrever postagens informativas, me motivou a fotografar melhor e aprender uma série de coisas que não tem nada a ver com minha área de trabalho 'offline', e isso inclui não apenas assuntos que eu gosto, como webdesign, mas também alguns aspectos que eu não sou lá muito chegada, como SEO e ferramentas para divulgação e melhor posicionamento do blog no Google.

4. Ser mais aberta para novas experiências

Todo mundo se identifica com um nicho específico e eu mesma gosto muito de ler blogs de viagem ou com um estilo mais nerd/geek. Todavia, as integrações na blogosfera me fizeram ler conteúdos sobre moda, maquiagem, organização, e melhorar minha vida nesses aspectos. Passei a consumir um tipo de conteúdo que eu não tinha contato, e isso é ótimo. Outra coisa - que será assunto de uma postagem especial futuramente - é que eu estava lendo apenas livros clássicos (que são melhores mesmo, hehe) e no final, o que era uma coisa boa acabou criando uma espécie de preconceito com a literatura cotidiana. Eu estava sendo preconceituosa! A partir de iniciativas como o Book Club e minhas parcerias com inúmeras editoras, voltei a ter contato com os best sellers atuais, com livros young adult, livros de fantasia...E eu gostei! É verdade que nem todos foram do meu agrado e do meu estilo literário, mas pelo menos, eu abri os olhos para outro tipo de literatura e entendi porque tanta gente gosta.

5. A blogosfera está vida e é um amor

Muita gente acha que a era dos blogs está acabando. Isso não é verdade. Realmente, muitas blogueiras migraram para o Youtube e mesmo quem tem blog acaba por interagir por outras redes sociais, mas enquanto tiver gente que valorizar a escrita como forma de expressão, a blogosfera sempre vai existir. E quantos blogs legais existem! Há blogs sobre viagens, sobre moda, sobre livros, sobre maquiagem, sobre estilo de vida... São tantas pessoas diferentes, com tantas coisas em comum e tantas coisas para aprender! E são tantas pessoas dedicadas que adoram seus blogs, como afirmar que a blogosfera está morrendo? Acho que uma das melhores partes de ter um blog é, de fato, interagir com outros blogueiros, conhecer novas pessoas, participar de toda a rede que o blog proporciona.

6. O melhor blog do mundo é o nosso

Eu tenho vários blogs preferidos: o Sai da Minha Lente, Depois dos Quinze, Diário de Polly", Nýr Dagur... São muitos blogs interessantes que eu visito quase todo dia, mas o meu blog preferido...é o meu! Calma, não estou dizendo que meu blog é melhor que todos esses daí, até porque são blogs que eu admiro e inclusive me sinto inspirada pelo conteúdo. Mas veja bem, o Finding Neverland aborda todos os assuntos que eu gosto, está do jeito que eu sempre quis, o blog foi feito por mim e para mim. Ora, eu sou obrigada a gostar do meu trabalho - se não, quem vai gostar? Blogar é sobre compartilhar nossas paixões, nossas experiências, nossas impressões sobre o mundo. Por isso, o fã número um do nosso trabalho deve ser nós mesmos, e eu sou mega apaixonada pelo meu blog!



O que vocês acharam da minha lista? E do novo layout, que foi adaptado para proporcionar uma experiência ainda melhor ao leitor? Esse artigo foi um pouco diferente, mas espero que tenham gostado da postagem de hoje! Muito obrigada por acompanharem até aqui e que venham muitos anos na Terra do Nunca pela frente

Postagens Relacionadas

2 comentários

  1. Eu também amo meu blog, fazer as coisas com carinho é a melhor recompensa!
    Gostei muito da sua lista.
    Conheci muita gente bacana na blogsfera e ainda deixar um tempinho do meu dia para visitar cantinhos especiais é o que me faz feliz!
    Que venham mais muitos anos de Neverland!
    Beijos, Aline
    Verso Aleatório

    ResponderExcluir
  2. que amor esse post <3
    ter um blog pessoal é muito legal mesmo, e minha coisa preferida é entrar num blog novo e me identificar com a pessoa e o conteúdo dela! acho que devo te seguir aqui desde o início, não sou a melhor leitora/comentadora mas sigo me empenhando para melhorar hihihih
    parabéns pelos seis anos de blog!! <3 <# <3

    ResponderExcluir

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun