Crítica: Wi Fi Ralph - Quebrando a Internet


sábado, 19 de janeiro de 2019

Seis anos após a estreia de Detona Ralph, filme cuja proposta era explorar o mundo dos videogames, os protagonistas Ralph e Vanellope partem para uma nova aventura em um novo mundo, desconhecido para as personagens, mas muito familiar para nós: a Internet. Essa é a proposta de Wi Fi Ralph - Quebrando a Internet, nova continuação da Disney.

crítica filme Wi Fi Ralph

Quando Ralph tenta criar uma nova pista no jogo Corrida Doce para agradar Vanellope, as coisas fogem de controle e o volante do fliperama quebra, de modo que o jogo pode ser desligado para sempre. Para impedir isso, Ralph e Vanellope decidem ir a "um tal de Ebay" (site de compras online) para conseguir o volante, e então começa a aventura pela fantástica Internet. São várias novidades e desafios que se apresentam para Ralph e Vanellope, que acabam aprendendo sobre a popularidade dos vídeos, sobre propagandas e até mesmo sobre vírus, mas, mais importante ainda, aprendem sobre os limites da própria relação e o significado da verdadeira amizade.



Utilizando a Internet como plano de fundo da história, a sequência de Detona Ralph é muito divertida e recheada de referências à cultura pop, sendo que o grande trunfo do filme é, obviamente, a representação da Internet. O filme mostra todos os usuários conectados por meio de avatares e a utilização de sites de buscas, como funciona o sistema de postagens de vídeos e curtidas, como um vírus pode infectar arquivos detectando inseguranças e até mesmo uma discreta deep web foi representada. Para tanto, Wi Fi Ralph conta com um visual maravilhoso, colorido e muitíssimo detalhado. O jeito com que o "universo internet" foi construído como uma grande metrópole foi uma sacada genial, e a arte gráfica do filme está muito interessante.

crítica filme Wi Fi Ralph


No que concerne à história, o filme se esforça em trazer uma mensagem mais profunda e, em certa medida, consegue. O mote principal é a busca pelo volante, mas em um dado momento, Vanellope fica encantada pelo jogo Corrida do Caos e seus objetivos de vida não estão mais em sintonia com os objetivos do Ralph, o que pode prejudicar a amizade dos dois. Mas amizade não se trata de apoio? Amigos têm necessariamente que ter interesses e objetivos em comum? São poucos filmes que trazem essas questões às crianças, sobretudo demonstrando uma 'amizade tóxica' sem romantizar ou vilanizar, e é muito interessante Wi Fi Ralph abordar esse assunto. Todavia, justamente por ser voltado ao público infantil, na segunda metade do filme a "insegurança" dos personagens é retratada de uma maneira bem cartunesca e o clímax da história é bem diferente da atmosfera apresentada até então. Assim, o filme "desanda" na parte final e acaba se tornando uma história fraca, o que é uma pena, porque desperdiça um pouco o potencial do filme.

crítica filme Wi Fi Ralph


Recheado de referências sobre a Internet, sobre videogames e até mesmo sobre a Disney - afinal, o momento mais icônico do filme é justamente o encontro de Vanellope com as demais princesas -, Wi Fi Ralph - Quebrando a Internet é um filme divertido, visualmente bonito e com uma bela lição de moral, sendo um ótimo entretenimento.

Postagens Relacionadas

1 comentários

  1. Fiquei triste em saber que as princesas tem apenas uma cena, era só por elas que queria ver o filme. Mas como provavelmente ele vai para o Oscar, vou acabar vendo assim mesmo.

    ResponderExcluir

Newsletter

Inscreva-se na newsletter do bloguinho! ♥
* indicates required



Projetos do blog



I'll follow the Sun